terça-feira, 21 de agosto de 2012

O Grupo da Ironia

O uso da ironia está na moda - felizmente que aqui não gostamos disso, achamos demasiado básico, facilmente identificável, rasteiro, infrutífero, sobretudo muito mal-educado. E depois aquela simples e fácil colagem ao argumentário visceral do senhor dos peidos desgosta e magoa bastante.

É por isso que defendemos o uso de frases simples, descomplicadas. Pão pão, queijo queijo, o que é real é para ser dito, sem subterfúgios nem vagas literárias de pendor suspeito. Não pactuamos com alguns blogues que por aí andam a espalhar a loucura desenfreada, fingindo-se uma coisa sendo outra, defendendo uns enquanto os atacam quase (dizemos quase porque somos contidos) deliciosamente.

Lembram-se deste post de ontem (nós não, que acabámos no gin)? Uma maravilha de discurso sério e coerente, pois sim. Mas quase ninguém compreendeu o tom genial da não-ironia. Acharam-se todos muito inteligentes, armados às piadinhas e aos sarcasmos, pensando que entenderam uma coisa que afinal lá não estava. Mas houve uma gloriosa e meritória excepção: o Grupo da Luz.

O Grupo da Luz que de facto me deve dinheiro - a mim e a outros da mesma igualha. Não, não era ironia, era mesmo verdade e só um mentecapto (não o nosso leitor, por quem temos o maior apreço e até orgulho em o termos lançado na maior ribalta da blogosfera benfiquista) poderia ver naquilo um texto de teor gozão, a modos que intelectualmente pueril mas dado ao assertivo.

Há esperança, é evidente. E o Grupo da Luz - que me deve dinheiro -, apesar de me dever dinheiro (já mencionei que o Grupo da Luz me deve dinheiro?), foi o farol nesta terra de cegos pernetas: achou a seriedade do texto que mais ninguém se dignou a ver. E aqui partilho esse comentário que a todos espanta pela clarividência intelectual:

«Caro senhor,

Fique desde já sabendo que o Grupo da Luz, nunca pagou nem paga ninguém, como de resto está escrito nos nossos Estatutos. 
Fique sabendo que as referidas pessoas nem fazem parte do Grupo.

Por fim, a difamação não o leva a lado nenhum e que um verdadeiro Benfiquista pensa pela própria cabeça, concordando ou não com a actual politica do clube e é livre de a exprimir sem dever ser apelidado de "abutre" por isso. A liberdade e a democracia foram duas condições essenciais para que um clube com mais de 100 anos se tenha tornado na maior instituição do país. Sugiro-lhe que reveja a História do Sport Lisboa e Benfica!

Saudações Benfiquistas,

GdL»

 
Bom, desde logo o «senhor» que usam para reconhecer a este blogue um estatuto que quase mais ninguém reconhece. Obrigado, Grupo da Luz, sabemos que trabalhamos bem e em função dos objectivos definidos. Só ficámos sem entender o porquê de virem confirmar aquilo que é evidente e que sentimos nos bolsos: não, não nos pagaram, é exactamente esse o problema!

Se está escrito nos estatutos que não pagam, pois devo dizer que acho muitíssimo mal e por mim queimaria os estatutos imediatamente. Ou então mudá-los-ia: só podem receber aqueles que tiverem 25 anos de associados do Grupo da Luz. Não é difamação, coisa nenhuma, é a preservação do que deve ser defendido e até incentivado entre os verdadeiros democratas.
 
Mas há excepções, caramba! Não se prometem mundos e fundos a pequenos latifundiários como nós e depois deixam-se cair as promessas porque tiveram de ir comprar uns novos popós ou uma nova mantinha para o enxoval da filha do candidato. 

Exigimos respeito. Exigimos pluralidade de honorários. Exigimos até que no Grupo da Luz se comprem umas cassetes velhas do Cantiflas ou do Raul Solnado e que se deixem ali a tocar - é preciso antes dar à caneta, não esquecer - umas horinhas, em modo loop, enquanto preparam cuidadosamente o último assalto aos assaltantes. 

Connosco, já sabem, só voltam a contar quando nos pagarem decentemente. Pode ser em «little grey cells» que a gente já está por tudo.


12 comentários:

Jorge Filipe Oliveira disse...

CALOTEIROS pá...
Só por isso, já me faz lembrar alguém... (e não. Não estou a falar de mim...)
Ou então estão a juntar os trocos para ir buscar as "apostas" deles para o Benfica... (Anderson, Lisandro, Ganso e um defesa esquerdo «mistério»... ou é de mim, ou o defesa esquerdo vai ser o candidato «mistério»...)
Só rir.

Marta Mesquita disse...

E eu a pensar que ainda não tinha caído nada por eventualmente me ter enganado no nib da off shore. Afinal..

Vitto Vendetta disse...

Não percebi um caralho deste post, pá!

Anónimo disse...

Lavar roupa suja.

B Cool disse...

não se faz, eu a contar com uns trocos para o inverno e afinal nada ? não se faz ...

Constantino disse...

Epah espero que esses estatutos sejam só validos para este blog. Já encomendei 6 papossecos e 1 pão pequeno a contar com este dinheiro e agora corro o perigo de me deixarem na mão? MALVADOS SEJAM GRUPO DA LUZ!!!!!!

Pedro disse...

Bom dia Ricardo,

Não há direito...estou solidário contigo nem que seja para haver fartura numa próxima no Manelito!

Aquele abraço, meu amigo!
Pedro

PS: Esta Marta é grande aquisição! Faz lembrar os sarrafeiros do "Barro Vermelho", sempre a pés juntos...

Pedro disse...

Cara Marta,

Sei a origem do seu problema! A não ser que a citada off-shore seja no paraíso tropical da Madeira, a sua conta bancária não pode ser identificada com um NIB, terá de ser com um IBAN! Por favor corrija, assim poderá receber o seu pagamento e investir nuns copos com a rapaziada no Manelito antes de um jogo do nosso grande amor!

Cumprimentos,
Pedro

Marta Mesquita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marta Mesquita disse...

Claro que é na Madeira! Não são todas?...

Uma nota: o IBAN é para o espaço da UE. Fora deste o código utilizado é o SWIFT. A menos que estivéssemos a falar de 7 dígitos, é mal empregue o das Cayman. As despesas não compensam.

Quanto ao copo, não seja por isso, pelos e com Gloriosos arranja-se sempre qualquer coisa!
Cumprimentos Pedro

Pedro disse...

Marta,

Estou a ver que está por dentro do assunto...

Fico a aguardar ansiosamente um dia destes no Manelito!

Cumprimentos!

Ricardo,

Gosto desta aquisição, a rapariga tem pinta, bebe como um bom Benfiquista, e não se incomoda na hora de entrar a pés juntos...bem à moda do "Barro Vermelho"...

Aquele abraço, velho amigo!
Pedro

moleculasdeamor disse...

Sai um prato de caracóis e duas canecas... sou uma reles vendida (abrenuncio)... devo dizer-vos que fico estupefacto com o que lá se escreve... xiça e aquilo é tudo mesmo a sério... pronto mas cada um sabe de si!