quinta-feira, 27 de junho de 2013

A BOLA, como devia ser sempre.

A capa de hoje d´"A BOLA" é histórica. Desconheço se nas várias décadas de existência do jornal alguma vez o Ténis teve direito a tamanha distinção - arriscaria um "nunca". Num país em que é valorizado o lado boçal do futebol - não o maravilhoso e eterno que também existe, embora seja deixado de lado -, as quezílias, as novelas idiotas, as mentiras, as invenções, a insinuação torpe, a baixeza moral (há público em dose substancial para isso - basta ler a generalidade dos disparates e imbecilidades ditos nas redes sociais), hoje foi um dia bonito para o jornalismo desportivo português. Hoje o "A BOLA" foi digno da sua História.


6 comentários:

hertz disse...

Fiquei feliz por ver que pelo menos um dos jornais, a abola, fez esta capa.
Em vez de fazerem capa com um dos 1001 reforços apontados aos 3 grandes ou da simples chegada de um jogador ao aeroporto, destacou-se um feito histórico no ténis português. Gostei!

JOSE LIMA disse...

Mas o que é que o clube da treta tem a ver com esta senhora?

Anónimo disse...

Não quero fazer um processo de intenções, mas se a Michelle não tivesse o palminho de cara que tem, não sei se "A Bola" ousaria capa do mesmo tipo...

João A.

Conde de Vimioso disse...


E o que é que um ""limado"" corrupto faz por aqui?????

Espuma a sua inveja.

Zim N. disse...

"Larcher de Brito" já diz muita coisa!
Se foi somente pelo mérito acho muito bem que tenham feito esta capa. Acreditem fiquei contente quando a vi!
Agora, nós sabemos como isto funciona! Paga-se e temos a notícia que queremos!

Já agora. Infiltrados!!!???
Esta gente é doentia!

Anónimo disse...

Gostava muito que o Rui Costa tivesse merecido o mesmo protagonismo quando venceu pela segunda vez consecutiva a Volta a Suiça!
Na minha prespectiva um feito bem mais importante que vencer um jogo em Wimbledon!!
Não será mesmo por ter 2 palminhos de cara?! Ou não terá sido mesmo uma 2encomenda"?!