sábado, 29 de junho de 2013

Considerações sobre a BTV


A propósito das mudanças anunciadas, penso que se justificam algumas considerações sobre a evolução da Btv e a opção pela exploração própria dos direitos televisivos dos jogos da equipa do Benfica.

Como saberão a Btv foi criada em 2008, no mês de Agosto, tendo as suas emissões iniciado-se em Dezembro desse ano. O Benfica foi inovador em Portugal criando o conceito de televisão do clube (veem, também sabemos reconhecer o mérito ao Presidente quando o tem, apesar de estarmos sempre a ser acusados do contrário), ou seja uma ferramenta de comunicação entre o clube e os sócios e adeptos para fomentar o benfiquismo.

Com menores ou maiores dificuldades, com maior ou menor qualidade, a Btv veio fazendo um percurso através da transmissão de muitas modalidades e escalões das mais diversas modalidades. adicionalmente criou espaços de informação e de divulgação de cada modalidade que permitiu a aproximação entre os benfiquistas e os atletas que nos representam. Claro que nem tudo foram rosas neste percurso, pois além de alguns jornalistas mal preparados, tivemos também uma política editorial que podemos considerar discutível. Não é esse o ponto mais importante, embora seja algo a rever no futuro.

Em 2012, com a ruptura assumida com a Olivedesportos e a criação da equipa B, a Btv começou a transmitir regularmente jogos de futebol do escalão sénior, nomeadamente a partir do Estádio da Luz. Esse capital de experiência, mais ao nível da realização do que ao nível dos comentadores, sinceramente do mais fraquinho que vi na Btv, é decisivo para os desafios que se aproximam.

A época 2012/13 vai marcar uma inovação, desta vez não a nível nacional, mas internacional que é a exploração própria dos direitos de transmissão televisiva dos jogos da equipa principal. Nenhuma outra equipa de relevância internacional o faz. Foi uma decisão estratégica e muito relevante. Boa ou má, só o futuro o dirá.

Como ponto forte temos a quebra da dependência da Olivedesportos, a entidade vista como uma das cabeças do polvo que domina o sistema futebolístico em Portugal e que sustenta o clube dominante nos últimos anos. Outro ponto forte é o inúmero apoio popular que o Benfica tem, ou seja o mercado potencial é relativamente maior para o Benfica do que para os outros clubes. O recente acordo com a PT e a Zon, permitem que a Btv passe a estar disponível como conteúdo premium (conteúdo com sinal codificado pelo qual se tem que pagar um valor para aceder) para cerca de 90% do mercado de televisão por cabo. Além disso, o reduzido valor, 9,90 euros já com IVA, é muito competitivo quando se compara com a oferta actual da Sport tv. A aquisição dos direitos de transmissão da Premier League, onde estará Mourinho e onde o futebol é uma paixão, é outro dos pontos fortes do canal.

Em termos de pontos fracos temos que a Btv é um canal de clube e portanto há uma certa franja de mercado que rejeitará aderir porque se recusam a dar dinheiro a um clube rival. O actual quadro de comentadores e jornalistas associados aos eventos ao vivo, nomeadamente às transmissões televisivas da dos jogos da equipa B é fraquíssimo dando a ideia de serem adeptos comuns a comentar em detrimento de jornalistas profissionais. A Btv só tem os direitos dos jogos disputados em casa para o campeonato nacional, pelo que haverá uma parcela de benfiquistas, que habitualmente vai ao estádio, que estará menos predisposta para aderir ao canal. além de que a maioria dos jogos do Benfica continuarão a dar na Sport tv. A diversidade de eventos desportivos, embora seja grande no que respeita às modalidades e escalões do Benfica é infinitamente menor que a panóplia oferecida pela Sport tv (NBA, ATP Tour, Formula 1, Stanley Cup, Atletismo, PGA, WWF, etc.).

O posicionamento estratégico da Btv, abre um nicho de mercado que parecia não existir, pois a Sport tv através dos seus múltiplos canais tentou ocupar a maior parte do mercado para evitar a entrada de concorrentes. As comunidades portuguesas e lusófonas pelo mundo abrem a oportunidade para levar o canal do Benfica pelo mundo fora. A emissão internacional terá que ser necessariamente diferente visto que a Btv só tem os direitos para Portugal da transmissão de jogos de futebol das ligas estrangeiras, pelo que o produto fora de Portugal terá apenas como target os Benfiquistas. O acordo com a Zap (da Zon) vai levar a Btv a Angola e Moçambique e será um bom teste, dada a recente onda de emigração de portugueses, para decidir qual o modelo de exploração dos direitos televisivos no resto dos países.

Mas nem tudo será fácil, a crise económica aperta e o dinheiro disponível para o entertenimento irá diminuir, ainda mais do que provavelmente os estudos que foram realizados. Este meu pressuposto deriva do facto de as previsões económicas em Portugal terem sido sucessivamente revistas em baixa desde há 2 anos e o momento da retoma vir a ser adiado cada aumento de impostos que o governo decide. A Sport tv, sentindo-se atacada, pois irá perder ainda mais clientela do que tem acontecido, irá retaliar com um produto de características similares, podendo incluir nesse produto jogos do Benfica fora de casa. Os benfiquistas e perdoem-me os que não vão gostar da frase, são pouco participativos.

O presidente do maior e melhor clube do mundo tinha a expectativa de ter 300.000 sócios em Outubro de 2005, depois de lançar o kit sócio em Junho de 2005. Passados 8 anos, ainda mal ultrapassámos a fasquia dos 250.000. Adicionalmente e dado que a última renumeração já tem algum tempo, é muito provável a existência de sócios fantasma, ou porque já faleceram ou porque deixaram de pagar. A média das assistências para o campeonato nacional embora tenha atingido os 42.000 espectadores, cerca de 2/3 da capacidade do estádio, só foi possível devido a 5 jogos - Braga, Porto, Sporting, Estoril e Moreirense, sendo que nos 3 últimos havia a expectativa de sermos campeões (excepto com o Moreirense mas aí os benfiquistas deslocaram-se para recompensar a equipa pelo jogo em Amesterdão), porque nos outros 10 jogos a média foi baixíssima (cerca de metade da capacidade).

Aos que argumentam que é um sinal da crise e há muita crise, caso contrário nunca se assistiria à histórica quebra nas quotizações do 3.º trimestre de 2012/13 (é um bom exercício calcular a variação da quotização face a 2011/12), falemos então das AGs que são de borla e na qual nem 1.000 sócios participam. É certo que o clube faz pouco esforço para levar o associativismo para junto dos sócios, continuando centrado no Pavilhão, como se o Benfiquismo no mundo se resumisse ao complexo da Luz, mas quase de certeza que há 50.000 sócios na Grande Lisboa e nem 500 (1%) estiveram numa sexta-feira à noite na última AG. A maior ameaça ao sucesso do projecto é os benfiquistas não aderirem, pois tendo em conta o baixo valor da mensalidade é imperioso ter um significativo número de assinantes e a restauração anda pela hora da morte.

Qual o ponto de partida ? O Benfica recebeu  7,5 Milhões de euros da PPTV pelos 15 jogos nas últimas épocas. A proposta publicamente rejeitada apontava para um valor anual a rondar os 22 Milhões de euros anuais para as próximas 5 épocas, significativamente mais que o Porto, embora segundo se diz, estes tivessem uma cláusula de indexação aos valores a serem recebidos do Benfica e quase o dobro do valor do Sporting.

São estes os valores de referência que marcarão o projecto da Btv. Independentemente das externalidades positivas inerentes à exploração própria dos direitos (quebra de ligação com a Olivedesportos), o projecto será sempre avaliado à luz deste ponto de partida. Cabe aos benfiquistas decidirem se irão juntar-se ao Benfica e ajudarem-no a crescer ou se continuarão agarrados à Sport tv, aos streams, aos cafés, sendo certo que alguma destas soluções tem que ser achada para os jogos do Benfica que não serão transmitidos pela Btv.

18 comentários:

Tim disse...

"É certo que o clube faz pouco esforço para levar o associativismo para junto dos sócios, continuando centrado no Pavilhão, como se o Benfiquismo no mundo se resumisse ao complexo da Luz": querem fazer as AG's no Rossio?

José Moreira disse...

Excelente post, sensato, transversal e muito lucido.

A mim, aquilo que mais me "preocupa", para lá da adesão em massa dos socios, é o facto de, quer queiramos quer não, o target da Sporttv é mais alargado que o nosso, sendo que, por muito que a Benficatv ofereça, será sempre vista pelos adeptos rivais como a tv do e para o Benfica, com tudo isso tem de negativo para eles. Ainda que sejamos o maior clube Portugues e que por isso sejamos o clube com maior potencialidade para este mercado, não podemos desperezar o publico "rival", que junto pode significar apenas 50% do bolo completo, mas é uma parcela muito significativa e com tendencia de aumento...

PP disse...

B Cool,

O teu artigo está excelente, mas falha em alguns pontos que acho que a maioria de nós benfiquistas andamos a falhar.

O público alvo que esta direcção está a tentar atacar não são os sócios. Esses já deram o contributo essencial na última década.

Eles querem é "atacar" os adeptos comuns e não sócios, que fazem o Benfica ter o mercado de milhões que tem.

Em suma, a tendência será para cada vez mais vermos um sócio como um cliente com mais regalias, pura e simples. Deixa de haver associativismo no sentido puro, para haver "clientes". E, isso colocará em causa os valores do Benfica.

Anónimo disse...

a questão é simples e está relacionada com a adesão dos adeptos.

os adeptos só vão aderir à benfica tv por um motivo: jogos da equipa sénior de futebol. tudo o resto é fogo de artifício. a liga inglesa, as modalidades, etc. não chamam ninguém, não dão dinheiro.

portanto, o benfica faz 50 jogos por ano, mais coisa menos coisa, 35 vão passar na sportv e 15 na benfica tv. para os benfiquistas comprarem a sporttv esses 15 jogos têm de ser muito bem feitos, têm de ter muito valor. e tudo o que os rodeia, a forma como são preparados, etc. tem de ser especial.

é só isto.

uma coisa garanto. as pessoas não vão abdicar da sporttv para ter a benfica tv. abdicar da sporttv significa abdicar de 35 jogos do benfica por ano, significa abdicar das competições europeias e todo o fogo de artifício da liga espanhola, alemã, italiana, etc. na melhor das hipóteses as pessoas fazem um esforço e subscrevem os dois canais pagando mais 10 euros por mês. para isso acontecer a qualidade da benfica tv tem de ser inexcedível. a benfica tv tem de ser, em termos de conteúdos, muito melhor que a sporttv para que aquele joguinho que vamos ver de 15 em 15 dias valha a pena.

e é aqui que a porca torce o rabo. porque os conteúdos da benfica tv são lastimáveis. os comentadores são péssimos. os relatos dos jogo são risíveis. a adulação ao líder parece ser obrigatória. e espaço dado a benfiquistas com opiniões alternativas à dominante é mínimo. isto para não falar daqueles programas de comentário protagonizados pelos tachistas...

a benfica tv precisa ser realmente inovadora. não pode ser apenas uma ambição tem de ser uma obrigação.

com a conjuntura económica actual, mais depressa vejo as pessoas abdicarem da sportv porque transmite menos jogos do benfica poupando assim 25 euros, do que subscrever a benfica tv para ter o "pacote completo" e pagar mais 10 euros.

a benfica tv tem de ser um produto extraordinário para que um número considerável (os mesmos 500 mil da sportv? não serão precisos mais assinantes para a coisa dar lucro? 1 milhão?) de benfiquistas a comprem.

Anónimo disse...

Deixo uma sugestão genial. Porque não arranjar um pavilhão desmontável que possa ser levado a todo o mundo, as AG a todo o mundo, de modo a que "o Benfiquismo não se resuma ao Pavilhão da Luz".

nuper disse...

Concordo com a ruptura com a Olivedesportos por questões estratégicas. Agora no meu caso como sócio orgulhosamente possuidor de RedPass e assíduo da Catedral não necessite da BTV para os jogos em casa e não pague para ver a Premier League (não sou dos que fico no fim de semana sentado no sofá a mamar 3 e 4 jogos por dia), não abdico do conforto da minha casa para ver o Glorioso fora, ou seja a SportTV é impreterível para mim e vou continuar assinante. Ou seja e em conclusão esta época para seguir o Benfica vou ter que continuar a pagar as quotas, o RedPass, o lugar de estacionamento (sei que não é essencial mas é um luxo que já não dispenso) e a SporTV, no entanto e apesar de não precisar e de nunca ter tido (sou cliente ZON) vou subscrever a BTV porque neste momento tão importante da vida do clube temos que ajudar o clube e temos que dizer presente e mais do que palavras temos que agir.

Anónimo disse...

35 jogos na sport tv onde??

são os mesmos 15 para a liga..
+ taça de portugal
+ 3 ou 4 da champions (os restantes dão na sic/tvi)
taça de liga (sic)


está na hora da "nação" benfiquista contribuir!!

10€ são 2 maços de tabaco.
são 2 semanas de jornais desportivos..
são 10 minis..
etc etc.

Manuel Fernandes disse...

A BenficaTv é e sempre será um canal para Benfiquistas, é esse o target do canal e é essa a estratégia da direcção.

Não podemos esperar que os adeptos rivais subscrevam o canal porque isso nunca irá acontecer.

O Benfica ao não renovar com a Olivedesportos não só perdeu 22,5M como ainda teve um custo de 2,6M (Direitos Premier League), ou seja dá um total de 25M.

Sabendo que a Sporttv tem um mercado maior que o nosso porque engloba Benfiquistas e não Benfiquistas e que apenas tem 500 mil assinantes. O Benfica no cenário mais optimista chegará aos 200mil (e não será este ano!).

Não faço ideia de qual será o valor em que a publicidade irá aumentar mas fazendo umas contas de cabeça para os subscritores se no primeiro ano tivermos 100mil subscritores (estou a ser bastante optimista) fazemos 12M + publicidade. Para que o negócio não dê prejuizo temos de chegar aos 25M, ou seja temos de fazer 13M em publicidade para que se torne tão bom ou melhor que a proposta alternativas temos de chegar aos 50M o que no primeiro ano será totalmente irreal.

Portanto isto é apenas um passo num longo caminho, acredito que o negocio possa ser rentável no longo prazo mas para isso temos de roubar os direitos telvisivos dos clubes pequenos (excepto Braga, Sporting e Porto), Taça de Portugal e a Liga Europa e Champions.
No futuro terá de ser esta a proposta da BenficaTV, aí se o preço for competitivo (nunca mais de 15€) podemos ter assinantes em massa porque para além de transmitirmos quase todos os jogos do Benfica, ainda temos a Premier e as competições europeias como trunfo.
Neste cenário acredito numa subscrição de 400mil assinantes o que daria só em assinantes quase 50M.

É fundamental portanto que o Benfica não acabe este processo por aqui, temos de continuar a aumentar o leque de ofertas do nosso canal. Não podemos desanimar com um não sucesso no primero ano e acima de tudo temos de aderir.

Estou com medo mas estou muito entusiasmado, acredito que isto possa colocar o Benfica num patamar muito elevado.

Anónimo disse...

não troco a BTV por 98% da Sportv.

para 2% háverá sempre alternativas.

O SLB desde sempre teve que existir com este país em crise...

mais uma vez,safar-nos-emos, porque somos GRANDES.

71460_5/8 disse...

Imaginemos que apenas 40% dos que têm Sporttv assinam a Benfica TV. Ou seja, a maioria dos benfiquistas e mais uns quantos ingleses a viver no algarve, os cafés e pessoal que nem que seja por um mês assinam para ver o seu clube.

Mas depois temos de somar os que não assinam Sporttv mas que vão assinar a Benfica TV porque é mais barata.

Será que o Benfica terá menos de 50% assinantes da Sporrtv. Apenas a curto prazo.

A Sporrtv tem mais de 600 mil assinantes.

300milx10€*12meses = 36M€

Ora quanto é que o Benfica recebia mesmo???

PS: Os conteúdos da Benfica TV de certeza que vão melhorar. Mas já havia bons programas.

Socio slb nº 218219 disse...

Completamente falso este post do anonimo.Sporttv tem pouco mais de 15 jogos do benfica como aliás a benfica tv... No ano passado quem tinha os direitos da liga europa era a Sic e da Lcampeoes a TVI... enfim este cidadão do benfica é que não é!!! Força BTV... eu nunca tive sporcostv e vou subscreverr já a nossa tv...

Benfiquista Tripeiro disse...

Para o anónimo, eu não tenho, nunca tive, nem nunca hei-de ter sporttv.

Vou assinar a BenficaTV já no dia 1. E como eu, conheço muitos.

Anónimo disse...

A SportTv tem neste momento 560.000 assinantes.

O importante é conseguir no 1º ano os 7M€ que é o que recebíamos do JO. Os 22M€ iremos conseguir mas não será este ano, talvez já no 2º ano. As maiores receitas nem vêm das subscrições.

Apenas os 2 jogos contra os grandes em casa poderão dar mais de 10M€. Afirma-o quem sabe do assunto. Com o Eduardo Moniz não tenho dúvidas que até conseguiremos mais do que isso. Por isso para além de não ter medo estou até muito confortável. Só saber que estamos a contribuir para o afundamento definitivo do JO vale umas centenas de milhões.

Tirando os fanáticos, tenho a certeza que irá haver muitos simpatizantes de outros clubes que irão assinar a BTV. O campeonato inglês é muito atractivo. Estou convencido que num futuro próximo vamos conseguir mais conteúdos interessantes. Deixem a BTV ganhar músculo.


João Jordão disse...

Em relação a este assunto acho que estamos a correr um risco tremendo, sendo certo que quem não arrisca não petisca. No entanto, isto PODE definitivamente correr bem pela conjugação de factores "jogos do Benfica em casa/Premier League".

Podem dizer muitas vezes que a Premier League não chama assinantes, no entanto isso é falso. Chama adeptos do futebol. Também podem dizer que a Sport TV oferece muito mais jogos do Benfica, o que volta a ser falso. A BTV oferece 15 e a Sport TV os mesmos 15, mais a Taça de Portugal (6 jogos se chegarmos à final) e 4/5 jogos de competições europeias como diz aí um companheiro em cima. Dará aproximadamente 25 jogos se não houver afastamento precoce da Taça.

No entanto, isto é só o início. A longo prazo podemos fazer uma boa concorrência à Sport TV em termos não só de futebol mas sim de outros desportos também.

B Cool disse...

Obrigado a quem participou na discussão com espírito positivo.

Notas:

-Moreira por isso falo de nicho de mercado e por isso aponto ser um ponto fraco no projecto, em especial quando comparado com a sport tv, mas também por outro é a possibilidade de muitos benfiquistas que não vão ao estádio porque não têm condições verem os jogos a um preço módico.

-PP discordo de ti, o público-alvo principal serão os benfiquistas, sócios ou não, e a restauração. Em minha opinião, a questão do sócio versus cliente acho que se põe mais noutros aspectos que neste

-anónimo das 10:22, acho que não são precisos tais números, até porque comercializaremos a publicidade estática e com certeza que angariaremos publicidade para patrocinar as transmissões da Liga Inglesa
(cont.)

B Cool disse...

(cont.)
-nuper, esperemos que mais sócios com red pass façam como tu, pois todos os que podem fazê-lo são necessários

-anónimo das 11:34 disseste tudo "está na hora da "nação" benfiquista contribuir!!

10€ são 2 maços de tabaco.
são 2 semanas de jornais desportivos..
são 10 minis..
etc etc."

-Manuel Fernandes, é passo a passo, duvido que o objectivo sejam os 25 milhões que falas no primeiro ano, mas com certeza que é ultrapassar os 111 milhões em 5 anos. É sem dúvida um grande passo e cabe aos benfiquistas decidirem se o querem dar ou não.

-anónimo das 11:48 esperemos que muitos pensem assim, mas não estou tão seguro.

- 71460_5/8, não estou tão optimista quanto ao número de assinaturas, porque acho que estes projectos levam tempo. Esperemos que eu me engane e tu estejas certo. Quanto à sport tv tem menos de 550.000 assinantes segundo as últimas notícias que li.

- Benfiquista tripeiro, esse é que é o espírito

B Cool disse...

(cont.)
-anónimo das 13:04, espero que se consigam fazer esses 10 Milhões, pois imediatamente ultrapassaria o valor dos 7 que apontas para o primeiro ano.

- João Jordão, não sei quem foi que referiu e fê-lo bem, que com tanto futebol - Liga Inglesa, Benfica, Benfica B, Liga Grega, Brasileirão e MLS, há o risco de algumas transmissões de modalidades e escalões de formação serem afastadas para horários menos interessantes. A seguirmos no caminho que indicas, parece que a Btv pretende concorrer como alternativa à Sport tv. Sinceramente acho que essa não é a ambição, embora perceba que possa vir a haver no futuro um desdobramento do canal (e não falo do HD) no sentido de separar conteúdos.

A terminar deixo os votos que com esta mudança, o Benfica possa voltar a jogar ao Domingo às tarde (15 horas no horário de inverno e 16 horas no horário de verão) para permitir que as famílias voltem ao futebol e que o estádio começa finalmente a ter numa base regular assistências consentâneas com a sua dimensão.

João Jordão disse...

A questão é que me parece esse mesmo o objectivo da BTV, fazer concorrência à Sport TV. E por isso é que como bem dizes, defendo a divisão do conteúdo em dois canais para não acabarem com as transmissões das modalidades e dos escalões jovens...