terça-feira, 4 de junho de 2013

Que Sera Sera...

No último mês mudei umas quatro vezes de vontade quanto à continuidade de JJ. A verdadeira questão é se o Benfica seria capaz de arranjar melhor, e nessa tenho dúvidas. Haveria outra, que se prende com o pouco respeito pelo Glorioso e pelos benfiquistas que o cabeludo episodicamente evidencia, mas como os guardiões do benfiquismo andam ocupados a ver quem diz benfas, a coisa passa ao lado.

Fica então a dúvida: Jesus vai ser melhor, ou mais do mesmo?
Não sabemos.

Não sabemos porque Jesus parecia ter aprendido com as últimas épocas mas passou Março e esqueceu grande parte. Não sabemos porque o Benfica continua a ser um clube que não controla as contratações (há um sérvio a ser falado para o Benfica há um mês que da última vez que vi já andava associado ao porto, e que daqui a um ano vai para o Chelsea de qualquer maneira). Não sabemos porque o Benfica continua a não ser capaz de comprar a qualidade que existe no nosso campeonato. Não sabemos porque o Benfica continua a não comprar para as posições em que se encontra carenciado, mesmo quando é gritante. Não sabemos, e esta parece a pior razão, porque o Benfica continua um clube gerido em função de (maus) critérios empresariais, o que significa fragilizar, defeso após defeso, posições fundamentais da equipa, mesmo após o fecho de mercado.

Esta época foi melhor que as duas anteriores, mas também foi pior, se é que me entendem. Foi uma época que começou com a confiança abalada pela venda de Javi e Witsel, conheceu a humilhação da eliminação na CL atrás do Celtic e depois subiu até nos largar das nuvens onde andávamos todos. Se fica tudo igual – o mesmo LFV a pagar ao mesmo JJ o mesmo absurdo salário – gostaria que o resto mudasse. Será pedir demais?

Benfica, LFV e JJ, por favor, cumpram estes singelos pedidos: Não vendam mais ninguém importante (parece que em relação ao Garay já não vou a tempo, mas livrem-se de vender alguém minimamente importante depois do início dos trabalhos). Comprem só para posições em que não temos soluções adequadas. Quando escolhem um jogador, façam contactos e resolvam a coisa em uma a duas semanas no máximo, sem merdas. Comprem, ainda que já com atraso, um ou dois dos jogadores, baratos e com valor, que há no nosso campeonato fora dos grandes. Eliminem da estrutura os incompetentes, os cabeças-de-vento que mancham a imagem do clube (na TV, em jogos de pré-época, após perder finais – sim, porque casos de indisciplina de jogadores como vimos esta época são também culpa de quem é responsável pelo grupo).

Sejam humildes, mais humildes, e lembrem-se que vale tanto a pena correr contra o estoril como contra o chelsea, e que para lá dos 90 minutos e dos descontos há um putanheiro influente a fazer de tudo para que correr não seja suficiente.


E é isto! Não sei se será suficiente, mas se não for, ao menor não terei esta amargura de ver cometer sempre o mesmo tipo de erros, vezes sem conta, como se a estupidez não tivesse memória.



12 comentários:

SLBenfica Vencedor disse...

Belo texto.

O problema de quem decide é que tem de tomar decisões e as decisões não são sempre as melhores.

Quem decide e é sustentado por corrupção tem sempre muitos pontos de bónus ao longo de todo o campeonato, que vão servindo para escamotear as fragilidades internas.

Concordo com todas as críticas que fazes.

B Cool disse...

Escreve mais vezes, pá ...

João Pereira disse...

É isso mesmo! Ficamos entregues à Doris Day.
Porra! Porque havia de ter nascido Benfiquista e ter uma paixão sem fim pelo meu clube. Está hoje entregue a gente que não o ama e a sócios que não conseguem ver. Vamos assobiando "Que Sera Sera" até ao próximo erro anunciado e depois ... assobiamos outra vez. Sempre muita forte e no caminho certo.

Germano Bettencourt disse...

Não sei se será bom ou mau. Não me consigo decidir. Só sei que será o meu treinador a partir de hoje, novamente. :P

PP disse...

http://youtu.be/vY-Qm4ov-hc

Miguel Pereira disse...

A Doris Day era uma actriz conhecida pelas suas comédias românticas onde habitualmente contracenava com Rock Hudson, o galã dos anos 50 e 60. O filme mais conhecido é Pillow Talk de 1959. Tudo era lindo e deliquodoce num paraíso namoradeiro sem consumação do acto. Assim tipo ... nota artística e muita fortes mas quando chegamos ao Dragão toca a mijar-nos.
O público fartou-se de Doris Day com a revolução sexual dos anos 60 e ela dedicou-se a cuidar de animais e a apoiar o Partido Republicano.
Rock Hudson - veio a saber-se mais tarde - afinal não estava muito interessado em loiras e foi a primeira celebridade a morrer de SIDA.
De facto,o Que Sera Sera da Doris Day podia passar a ser o hino deste Benfiquinha de Vieira e Jesus.

aalto disse...

não tenho feito mais nada neste blog senão dizer que é péssimo! mas para o caso isso até nem importa, porque a ser verdade o que vem hoje nos jornais, QUAL É A RACIONALIDADE DE RENOVAR UM CONTRATO A ALGUÉM QUE PERDE TUDO...COM MAIS VALIAS ECONÓMICAS????

Se LFV queria que JJ ficasse, então ambos precisavam de ganhar algum "ar"...o minímo que poderiam ter feito era renovar por valores inferiores, e com prémios superiores, dando um sinal de que ficava...para GANHAR!.

NÃO: o sinal é não ganhas uma merda...toma lá uma paveia de notas a mais...

Não adianta, simplesmente não adianta, o meu clube está condenado com esta gente...

Sónia Grangeiras disse...

Observo com tristeza que o comportamento do Benfica se assemelha aquele dos idosos (que neles é compreensível) quando necessitavam de arranjar uma das portas de casa, mas ou temem que caia a parede, ou que desgracem as costas de vez em tal reparação...

O temor de um clube como o Benfica expressa face à possibilidade de ter que optar por equipa técnica diversa não é normal. É mesmo muito preocupante e castrador da auto-confiança e arrojo que um colosso como o Benfica deve possuir.

A inépcia da presente direcção para comandar um gigante como o Benfica revela-se perfeitamente nestes detalhes: agem como orfãos traumatizados e temerosos. Não orientam a mudança, são arrastados por elas em modo anestesiado para que tal não seja claramente perceptível.

Um Benfica assim até poderá ganhar alguma coisa, mas tal será muito mais decorrente dem outros factores do que de mérito e potência própria.

Este Benfica vive neste consulado de LFV num estado de «protectorado infantilizado», de «regência medíocre».

Alexandre, o Grande, já dizia que um império exigia ao seu comando alguém diferente de um chefe das cozinhas reais...

Antonio disse...

Para mim não tenho grandes dúvidas. É uma má opção, mais ainda quando se começam a saber os contornos do novo contrato.

Inacreditável como é atribuido prémio pelo facto de ser campeão.

Esse objectivo está subjacente ao facto de ser treinador do glorioso e, por isso, incluido no ordenado.

Já me custava ver o Benfica refém do presidente, quanto mais do presidente e do treinador!!!

Enfim!!!

Só admito este senhor ganhar algo mais se conquistar uma das competições europeias.

carlos disse...

http://panorama-c.blogspot.pt/2013/06/vieira-jesus-e-o-benfica.html

Anónimo disse...

ha um servio a ser falado para o benfica. mas convem nao sermos marionetas dos jornais. o benifca em nenhum momento falou de markovic. so os jornais, em particular o pasquim record, que tanto gosta, como outros, de criar contratacoes do benfica edsviadas para o porto.

jesus nao falhou nada depois de março, foi o mesmo treinador dentro e fora do campo. falhou foi a sobrecarga, a bola no poste, o autogolo, o charuto, a sorte. e falhou tb por causa do amparo dado ao porto.

77 pontos. um dos melhores indices de pontos da historia do benfica.

hazinheira disse...

Premiaram os responsáveis pelo pesadelo/desastre/escândalo com a possibilidafe de na próxima época nos oferecerem mais do mesmo: uma mão cheia de nada! Pensei que fossemos o "ManUnited" de Portugal, infelizmente decidimos ser apenas "Arsenal"...