quarta-feira, 24 de outubro de 2012

A culpa tem bigode

Apesar das críticas ferozes que fazemos há muito tempo ao Jorge Jesus, é bom que esteja presente que a responsabilidade principal do actual estado anémico do Benfica (clube, equipa, adeptos) se deve a uma incapacidade transversal a quem dirige o clube.

Jesus tem evidentes qualidades, como alguns defeitos - compete à Direcção potenciar umas e minorar os outros. Como? Começando por não permitir a
o actual técnico a liberdade e poder que tem hoje no Benfica. Um Jorge Jesus "domado" podia ter dado muito ao clube. Assim, é mais um que põe e dispõe, lançando na lama o nome do Benfica e a sua História.

Que o resultado de hoje não sirva para, nos próximos dois dias, surgir algum tipo de demagogia barata por parte da lista de Rui Rangel. Uma atracção pela campanha "trago estes jogadores e este treinador" não só aniquilaria qualquer espaço de dúvida que ainda tivéssemos como, bem pior, demonstraria da parte da equipa do candidato uma estranha noção do que é verdadeiramente essencial.

Dito isto, esperamos com muita curiosidade o anúncio da tal notícia «escandalosa» que foi prometida hoje na página do candidato Rui Rangel.

8 comentários:

hertz disse...

O Rui Rangel não vai apresentar nenhum treinador novo ou jogadores.
Na entrevista à AbolaTV (às 20:30, ou seja, depois do jogo com o Spartak) ele repudiou a atitude de um jornalista da Abola que disse que ele ficaria satisfeito com a derrota do Benfica pois o ajudaria nas eleições. Pelo que disse mais, relativamente a esse assunto, deu para perceber que o Rui Rangel não vai mencionar essa derrota como forma de ganhar votos.
Falou também do JJ e garantiu que ele continuaria, visto que estamos a meio de uma época desportiva, e que no final da época se decidiria se o JJ deve ou não ficar.
Nessa entrevista também garantiu que já procurou e diagnosticou algumas parcerias nacionais e estrangeiras. Relativamente ao mercado televisivo, já tinha feito um estudo e tinha alguns interessados.

carlos disse...

Bom dia.
A Bola é um instrumento de propaganda de Vieira.
Se votasse, seria em Rangel. Basta de Vieira! 11 anos = 2 títulos de campeão é pobre para o historial do Benfica.

http://panorama-c.blogspot.pt/2012/10/eleicoes-no-benfica-parte-iii.html

carlos disse...

A Bola é um instrumento de propaganda de Vieira! Se votasse, seria em Rangel. 11 anos = 2 títulos de campeão nacional é muito pobre para o historial de um clube como o Benfica. Basta de Vieira1 Está na hora da mudança!

http://panorama-c.blogspot.pt/2012/10/eleicoes-no-benfica-parte-iii.html

jzz disse...

O Jesus tem-se portado muito bem, ainda não o vi a desculpar-se com o crime lesa-meio campo de que fomos vítimas neste defeso.

Com a falta de soluções que tem, é difícil fazer melhor.

Com um único médio no plantel, muito tem feito o Benfica, mas não há dúvida que, este ano, não temos estaleca para a champions

Bujix disse...

@jzz

nesse ponto não posso estar de acordo. o que um bom treinador tem de fazer é adaptar a táctica ao plantel que tem. é um crime ter vendido o meio-campo, de acordo, mas com o plantel q temos é ainda mais criminoso jogarmos é 4-4-2.
com este meio campo só será possível jogar em 4-3-3, com um meio campo mais povoado e aproveitando a qualidade dos extremos que temos (e com veia goleadora). um meio campo com matic+enzo+aimar seria um bom meio campo e terias como opções carlos martins, andre gomes, gaitan (posição de origem dele era no meio).

concordo a 100% com o Ricardo. O JJ bem domado daria (dará?) muitos titulos. Ou achas q o JJ nos corruptos jogava uma época inteira com o Emerson e/ou com o Roberto?

El Mago disse...

o que rangel vai apresentar é isto:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=KkxSlhYcg3Y

Cosme Damião disse...

Rui Rangel não vai buscar ou anunciar nenhum jogador ou treinador, e ainda bem acrescento eu, pela simples razão que não tem dinheiro nem capacidade de gerar investimento.

luis disse...

jzz, em anos anteriores tinhamos estaleca? Este ano não estamos pior do que há duas épocas e mesmo no ano passado, com equipas como o Basel e Otelul no grupo era quase impossível ficar pelo caminho.

Sempre que há equipas "melhorzitas", lá vem a conversa do costume. O problema do SLB não é a falta de soluções. É mesmo a falta de treinador.