quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Isaías Marques Soares



Quando o Isaías se meteu ao saltinhos com as mãos a fazer corninhos em Alvalade, eu acho que já era uma pessoa. Não ainda completa, porque faltava o Helder e a sua evocação papal para o público. Era assim: uma passada larga, tranquila, e as mãos cheias de golos. O Helder fez de papa para a plateia e os adeptos rezaram sob a chuva. Imagem que nem os mais católicos podem alguma vez ter visto em Fátima, porque em Fátima não há golos nem este nível de religiosidade divina.

Na confusão dos mitos sobre remates para o terceiro anel, o Isaías foi passando entre os pingos e quase que é mais um. O Isaías não é, não pode ser, mais um. Aquele toque de bola, a recepção para a frente - hoje pelos intelectuais considerada "orientada" -, o cavalgar pelo meio-campo feito um Tsubasa sem relvado Himalaia, a finta curta e curva, sem circo - só, como os grandes, um bamboleio de anca e olhos enganadores. O Isaías fintava como o Camarón de la Isla cantava: era só ilusão de machismo; na verdade, era um sentimentalão. Punha a chuteira sobre a bola, o dorso de toiro virava primeiro para a esquerda e depois avançava os olhos, os pés e o coração pela direita enquanto o adversário, por despeito, ficava a escrever enormes tratados contra as touradas.



Tenho o Isaías na alma. Levo-o quando lembro um golo no último minuto. A Luz estava desesperada, desesperavam os adeptos, as pessoas já não acreditavam, havia gente descendo as escadas desde o Terceiro Anel, pessoas passando pelo túnel, quando o Isaías marcou o golo do empate contra o Leverkusen. Houve um grande grito orgástico de todo o estádio e a demência dos que perderam aquilo. Não sei, porque não estava lá nem tinha filhos, mas imagino um Pai a tentar explicar ao seu pequeno benfiquista que tinha cometido um erro, enquanto o meu Pai e eu nos levantávamos sobre o estádio, quase flutuando, com aquele golo que, diziam os deuses, havia de ser a nossa salvação. 

Nesses anos, era assim: empatávamos no último minuto e acreditávamos naquela gente. Sabíamos que eles iriam aproveitar aquele golo para um orgulho estrangeiro e dar-nos mais uma eternidade. O Isaías não morre porque foi um homem que era homem e toiro. Tudo o que fazia tinha arte e força; coragem e elegância; vontade e compromisso. Tinha um sinal na cara que de certeza nasceu quando vestiu pela primeira vez a camisola do Benfica. A gente olhava o Isaías e dizia: és dos nossos. E ele respondia sem palavras, correndo pelo campo, não muito mas bem, dando rotas aos passes ou perseguindo, como se a vida dele disso dependesse, os adversários. Era carraça e sombra e fantasma. A bola se não estava nos pés dos que levavam uma águia ao peito tinha de sentir a vergonha e desistir. O Isaías galgava terreno não como um estafeta mas como um prestidigitador: pés e mãos a adivinhar o próximo passo, o próximo passe. Levantava a cabeça como um garboso miura, subia as golas da camisola e ia recolher bolas que estavam perdidas. Dava-as macias e voltava a correr para ir marcar golo.



Sou supeito: gosto muito do Isaías. Fez-me feliz tantas vezes que ainda hoje levanto um sorriso no meio de um dia qualquer e sinto que parte dele é uma mistura de golos e passes e corridas e afectos que o Isaías me deu. Também aprendi a chorar com o Isaías: choro mais e mais intenso. E ainda hoje sinto que aquele golo em curva pelo chão pela lama levantando o pé para as redes é aquilo que eu sou e quero do Benfica.







9 comentários:

Anónimo disse...

Puta que pariu...Eu estava lá nesSe jogo,fico arrepiado ao rever.
Estava na bancada dos sócios(com o cachecol do meu querido BENFICA)...sim,sim,sim eu fui sócio do boavista 25 anos,como muiiiiiiitos benfiquistas mais.
Sim porque aqui na zona ocidental da cidade do PORTO sempre ODIAMOS esses filhos da puta dos GRUNHOS E AZEITEIROS DE CONTUMIL.
Tive a felicidade de ver o Isaias desde esses tempos...dos melhores jogadores de todos os tempos(sem exagero).Saudade desse MONSTRO.
Saudações Benfiquistas desde a cidade do Porto
P.S.:Da cidade mesmo não é de rio tinto,de ermesinde,gaia ou dos outros arrabaldes da cidade de onde são a esmagadora maioria desses GUNAS do caralho

Anónimo disse...

Meu Deus, " o tunel a Nogueira", o Isaías transbordava mistíca!

Águia Eterna disse...

O Grande DEFECADO por uma PUTA PÔDRE DO COMENTADOR DA RTP nos golos do BENFICA dizia sempre que eram facilidades do Boavista. Sempre a tudo fazerem para DESMERECEREM O GLORIOSO BENFICA. O Apitador de serviço foi o Fortunato Azevedo, tio do também posteriormente apitador Augusto duarte, DOIS CORRUPTOS de 1ª água que muito contribuiram para a PERDA DE TÍTULOS DO NOSSO BENFICA e a sua consequente entrega aos CORRUPTOS DE contumil/antas mais conhecidos como frutabol corrupto do porco.
Quando é que DEUS dá ao MEU BENFICA um PRESIDENTE E UMA DIRECÇÃO A SÉRIO CAPAZ DE DEFENDER O GLORIOSO BENFICA de toda essa ESCUMALHA e garantir a TRANSPARÊNCIA E A VERDADE DESPORTIVA??!!
Desejo aos CORRUPTOS E AOS SEUS VASSALOS APITADORES TRILIÕES DE SEXTILIÕES DE VEZES PIOR DO QUE O QUE ELES DESEJAM AO MEU BENFICA.

BENFICA, SEMPREEEEEEEEEEEEEEEEEEEE O MAIOR E O MELHOR.. O RESTO É MERDA.

B. disse...

O meu maior ídolo desses anos... Eu tinha uma "pastinha" feita por mim com TUDO o que encontrava do gajo na imprensa...
Para mim era um Deus.

Águia Eterna disse...

Caro BENFIQUISTA Ricardo, já que é reconhecido por muitos e muitos Benfiquistas que a Direcção e Presidente do BENFICA se mostram INCAPAZES de defender o Nossso BENFICA como Ele tanto precisa e sobretudo TANTO E TANTO MERECE, porque não, os Sócios e Adeptos pensarem, mas pensarem SERIAMENTE em FUNDAR uma ASSOCIAÇÃO DE SÓCIOS E ADEPTOS DO BENFICA, devidamente registada e legalizada, com o fim de DEFENDER O NOSSO GLORIOSO BENFICA e ATACAR COM PROCESSOS EM TRIBUNAIS TODOS OS GRANDES DEFECADOS POR PUTAS PÔDRES que covardemente e usando todo o tipo de MENTIRAS E ALDRABICES OFENDEM E DENIGREM O BENFICA a seu bel-prazer, sem sofrerem as consequências dos seus COVARDES ACTOS????!
Deixo isso à consideração dos GRANDES BENFIQISTAS da Gloriosaesfera, a fim de falarem sobre as VIRTUDES ou não de uma ENTIDADE dessas que pudesse de facto e realmente DEFENDER O NOSSO INIGUALÁVEL BENFICA.

ABRAÇO A TODOS OS QUE AMAM E DEFENDEM TÃO GRANDE E GLORIOSO CLUBE, O NOSSO INIGUALÁVEL BENFICA DE Portugal e de todo o Mundo.

Ulrich Haberland disse...

Vitor Paneira, Isaías, João V. Pinto, Rui Costa. Os meus realizadores de sonhos da infância.

Nesse video está o Benfica, o meu Benfica. Aquele em que nós íamos para os jogos com a alma cheia de possibilidades e em que a glória era a mais provável delas todas. Chorei a ver isto

David Duarte disse...

O Isaias era o gajo que marcava quase sempre nos grandes jogos : Porto, Sporting, Arsenal, Leverkusen... nas datas marcantes do Benfica dos anos 90 ele assinou sempre o seu nome.

Tal como a assistência do Rui Costa para o Isaias no jogo contra o Parma concentra toda a classe do Rui Costa, o golo do Isaias no Bessa mostra o Isaias puro e duro : pura força!!!

Mas também técnica! Aqui fica a famosa "coutada"

http://www.youtube.com/watch?v=luOuj8IaUDE

Lucas Cardoso disse...

É Com muito orgulho que esse é meu pai

Lucas Cardoso disse...

E com muito orgulho que venho aqui dizer que sou filho dele ..