segunda-feira, 15 de outubro de 2012

O nº2 de Vieira

Em 2011 era assim:



Para os vesgos - que são muitos -, eu explico a imagem:

De 0 a 20, a quem dá José Eduardo Moniz as suas notas e quais? A André Villas-Boas e a Pinto da Costa. 16 e 14, respectivamente. Bons alunos, sem dúvida. E um professor apaixonado. Sobre Villas-Boas:

"Reconquistou para o clube o ceptro de campeão, um feito notável para um treinador tão jovem e de quem tantos duvidavam. Montou a melhor equipa e deu cartas toda a época."

E sobre Pinto da Costa? O professor Moniz está embevecido:

"Demonstrou de novo que sabe dirigir um clube como ninguém e que não é por acaso que o Porto se converteu num dos grandes da Europa. Vencê-lo exige mais do que ambição".

É tão lindo, o amor. E sobre as questões internas do Benfica?

"Não há Salvio, Coentrão, Aimar ou qualquer outro jogador que valha ao Benfica quando a sua baliza está confiada a um grandalhão sem classe nem arte. Deu um frango no jogo com o Porto e voltou a falhar com o PSV, engordando o rol de erros que custaram um campeonato. Até quando?"

E agora, José, em 2012, José, o que tens a dizer, José?

Agora é assim:

«Sinto-me como se estivesse em casa. O Benfica deve lutar para ganhar tudo, mesmo tendo de combater poderes instalados; lutar contra truques de arbitragens e enfrentar conluios demolidores.»


Compreende-se a mudança. Afinal, desde Abril de 2011 o Benfica fartou-se de vencer, controlou as suas contas, planeou decentemente a época, deixou de contratar por atacado e, sobretudo, retirou o apoio inequívoco a Fernando Gomes. 

São estes os homens, verdadeiros benfiquistas que não se vendem por nada nem têm outros interesses que não o Benfica, em quem vão votar no dia 26. Parabéns a todos vós. 


12 comentários:

MoJoDeath disse...

Exactamente, bastante claro.

Fake Blood disse...

Se o Moniz fosse um super-herói, seria aquele gajo elástico do Quarteto Fantástico.

B. disse...

Preferes quem defenda cegamente o Benfica mesmo nos erros e não reconheça o lado bom que os adversários têm?

1- o Roberto era horrível e custou-nos pontos precisos em fases cruciais do campeonato... nunca vi a defesa tão à rasca como nesse ano por saberem que não podiam confiar no GR.

2- o Villas-Boas fez um trabalho estrondoso e nem uma derrota teve na liga, um gajo que era adjunto, veio da Académica e limpou tudo.

3- O Pinto da Costa é um nojo mas ninguém só com árbitros conseguia o que conseguiu, não sejam cegos meus... odeio o gajo e não sou dos que diz que precisamos de um como ele, acho nojento quem vota no Isaltino só porque faz obra mesmo que roube, por isso trago o mesmo pensamento para aqui... Mas o Pinto da Costa tem muitos pontos positivos, é um gajo muito experiente e toma decisões muito rapidamente e quase sempre certas, além de saber quem escolher para trabalhar com ele.


Agora, criticar o Moniz aqui? Só se for por ter sido tão óbvio...

Ricardo disse...

B., o poder de análise não é o teu forte. Nunca foi e ainda bem, caso contrário teríamos de ver no teu blogue lúcidas dissertações e coisas muito chatas. Comos os "antis" fazem.

Repara numa coisa: ninguém aqui critica o facto de ele dizer a verdade. Se lês o este blogue, sabes que falámos vezes sem conta na incompetência do Roberto. E, não elogiando tanto como Moniz o fez, também sabemos reconhecer a Villas-Boas e Pinto da Costa outros atributos que extravasam a mera frase "eles são corruptos".

O que aqui está em causa é que este homem, que tinha um pensamento, mudou a 180 graus sem que tivesse havido no Benfica qualquer mudança política, estrutural ou ideológica. O Benfica que ele criticava não só manteve como agudizou os erros. E que faz ele?

Apoia Vieira. Porquê? Porque sente-se "como se estivesse em casa". Mesmo tendo de "combater os poderes instalados; lutar contra truques de arbitragens e enfrentar conluios demolidores". Da última vez que vi, o apoio inequívoco a Fernando Gomes mantinha-se. Da última vez que vi, os erros internos mantêm-se. Da última vez que vi, o gajo a quem Moniz dá apoio - e que há 3 anos atrás pôs em causa o seu benfiquismo de forma um bocado lancinante - continua a cometer as mesmas e óbvias falhas.

Mas ele apoia o Vieira. Deve ser porque adora o Benfica. Ou então por outras razões, B.. Ongoing, Olivedesportos e outros assuntos verdadeiramente benfiquistas.

Man, cegos são os que ainda acreditam que vamos a algum lado com o Vieira e seus lacaios comprados consoante as marés.

Até o Rangel ele quis comprar. Não sei o que é preciso perceber mais mas há gente muito cega, de facto.

B. disse...

Quando digo "anti" não é ofensivo, eu não consigo é ser "anti" para tudo o que acontece ou deixa de acontecer, é essa a diferença entre nós.

Ando desejoso para que apareça alguém credível para poder perceber se é desta que temos um novo rumo porque o do LFV parece ter acabado o ciclo... Mas não está fácil e esta aliança do Moniz é Napoleónica.

O que acabaste de escrever no que toca à orientação do Moniz eu apoio a 100%, mas o argumento que usas no post baseia-se na sua maioria nesse recorte de jornal que não tem NADA de errado... NADA! Tudo o que ele diz está correcto...
Foi só por isso que comentei, se o post fosse esse texto que agora usaste, aplaudia como de costume...


PS: Alguém ajude o Rangel a bater-se contra os votos das Casas, aquilo é como o Padre nas aldeias a dizer em quem votar...

Ricardo disse...

A diferença é simples: eu acho que o Benfica não pode ter a dirigi-lo gente desta estirpe - logo aponto constantemente as incoerências e erros, o que não é difícil porque são muitos; tu achas que defender o Benfica é não estar sempre a criticar. São visões, ambas aceitáveis. De qualquer forma, ofensivo será chamar "anti" a um blogue que, além das críticas, explora e muito um sentimento de paixão pelo Benfica. Levo um bocadinho a mal, levo. Até porque mesmo as críticas - que são muitas, admito - visam defender o Benfica. Podes discordar da forma como a defesa é feita, mas não tenhas dúvidas das intenções.

Alguém credível não sei se aparece, porque o Vieira esgotou tudo - a tentativa de comprar o Rangel é elucidativa. Mas espero para ver a apresentação de hoje. Pode ser que esta lista traga uma esperança.

O post tem dentro os elementos essenciais: Moniz em 2011 elogiava os adversários e criticava a forma como o Benfica era gerido; um ano depois - com um tacho prometido - fala em corrupção adversária e elogia a direcção actual. Nada mudou entre 2011 e 2012. Só Moniz e sem razão que sustente essa mudança. Era essa a ideia.

As Casas do Benfica são um braço armado do Vieira - há vários factores que demonstram o sistema ditatorial em que está metido o Benfica, este é um deles e fortíssimo. Uma Casa - que geralmente é liderada por gente mais velha, menos informada, e que quer é ver o Benfica na televisão e ler "A BOLA" - ter direito a 50 votos é pornográfico. É claramente um sistema para o poder se manter enquanto quiser manter-se. Se Rangel quiser ter alguma hipótese, terá de se esforçar muito por informar os dirigentes das Casas, nem que seja para convencer 20 ou 30 por cento deles. O que, ainda assim, é muito curto.

GNR disse...

Finalmente um post que desmascara o Eduardo Moniz.

Então o homem diz que com o Roberto nunca lá íamos? Que benfiquista é este?

Ricardo disse...

GNR, se é isso que retiras do post, tudo certo. Não posso fazer mais por ti.

hertz disse...

Nos dias de hoje (quase) todas as pessoas são movidas apenas por uma coisa: um tacho.
Incrível como o Moniz e outros que antes estiveram envolvidos num movimento que quase se candidatou às últimas eleições, agora passem para o lado do Vieira sem hesitarem e tudo a pensar em apenas eles próprios e nos seus interesses pessoais. "benfiquistas" destes dispensam-se.
E se é verdade que o Vieira tentou comprar o Rangel, o facto de ele recusar já fez com que subisse uns pontos na minha consideração.
Agora é esperar para ver o que ele dirá logo à noite na apresentação da sua candidatura e ainda quem serão os seus braços direitos.

PS: alguém sabe se esse anuncio da candidatura passará em directo em algum canal de televisão?

JV disse...

E ideias ?

Ricardo disse...

Ideias tens tu, JV. Como é, aliás, perceptível pela forma como comentas os posts. Este teu comentário, então, está cheio de ideias. E de soluções. E de projectos. E de verticalidade. Mostram-te os factos, tu preferes pedir ideias. Lê o blogue, pode ser que encontres ideias. E depois comenta os posts, já agora. Com essa tua capacidade extraordinária de dar ideias.

Hertz, não faço ideia. É capaz de haver um directo esporádico, mas quem quiser saber do projecto de Rangel deve ir assistir ao vivo. É o que provavelmente farei.

Ginha disse...

Ricardo, nao concordo que digas que LFV esgotou tudo ao comprar os credíveis!

Quem se vende, para mim não é credível!

E depois de ouvir Rangel, digo-te: duas listas, zero projectos! Nicles!

E o Rangel não se cole " á claque". Pelo menos no geral...