sexta-feira, 5 de outubro de 2012

As ilações de Nazaré


Claro que há interesses por trás desta situação. Convém a um certo grupo de pessoas manter os 50 votos. E nem estou a falar dos associados. Afinal de contas, a maioria dos "yes man" pertence a esta facção dos 50, pelo que convém aumentar os poderes desta gente. Independentemente do que lhes seja servido, eles comem e pedem mais, votando a favor do que o dono propõe. Viu-se na AG. Ao presidente, seja ele quem for, interessa ter os yes man com muito poder, são eles que dão as vitórias. São estas pessoas que defendem Vieira. São estas pessoas que há dez anos defendiam Vale. São estas pessoas que há quinze anos defendiam Damásio. E é esta gente que hoje diz que nunca defendeu Damásio ou Vale, gente essa que dirá dentro de dez anos que nunca defendeu, votou ou apoiou Vieira.» (Eterno Benfica)

 É evidente que o JNF tem toda a razão. Este critério de votos é absolutamente contra a génese do que é (ou era) o Benfica. Nenhum benfiquista é mais benfiquista que outro; como tal, não deve ter direito a mais 49 votos. Esqueçamos os restantes episódios de acções anti-democráticas a que temos assistido na última década; foquemo-nos apenas em 5:

1. Antecipação de eleições, de modo a evitar uma concorrência organizada;
2. Só ser possível a um sócio do Benfica candidatar-se se tiver pelo menos 25 de anos de sócio efectivo e 43 anos de idade - e não, Rui Gomes da Silva, não são 40.000 os elegíveis; se forem 10000 serão muitos. Tenha vergonha na cara e não minta aos sócios do Benfica.
3. Artigo 68º dos estatutos do Sport Lisboa e Benfica - que definia a obrigatoriedade de uma segunda Assembleia no caso do R&C ser reprovado (como foi, há uma semana atrás) e a posterior demissão da Direcção, se ocorresse novo chumbo - apagado aquando da revisao estatutária (link);

4. Cada casa possuir, além dos seus membros, direito a 50 votos;

5. O artigo 80º dos estatutos definir um mínimo de 4 anos para a revisão dos mesmos:

«1. A Assembleia Geral pode rever os Estatutos decorridos que sejam quatro anos
sobre a data da última publicação, salvo se prazo mais curto resultar de imperativo
legal.
2. A Assembleia Geral pode, no entanto, proceder de modo extraordinário à
revisão dos Estatutos desde que reúna pelo menos a maioria dos sócios efectivos
com capacidade estatutária de votação.»

mas depois mais à frente, no segundo ponto do artigo 90º, aparecer isto:

«2. Os Artigos 80º e 81º nºs. 1 e 2 dos presentes Estatutos só entram em vigor
passados dois anos a contar da sua publicação, passando também a aplicar-se os
prazos neles previstos na data da respectiva vigência.»


Sim, todos somos culpados. Culpados por desleixo, por inacção, por preguiça, por achar que o Benfica é futebol (ou, actualmente, para alguns, as modalidades), por deixarmos que uma Direcção tirânica se blinde no poder de forma vergonhosa.

Somos culpados por não abrirmos os olhos e lermos com atenção o que estes dirigentes fizeram ao Benfica. Somos culpados por nos deixarmos enredar nas confusões eleitorais de 2009 e na euforia do campeonato de 2010, enquanto esta gente ia fazendo passar verdadeiros atentados à cultura democrática do clube em Assembleias com 100 pessoas presentes. 
Somos culpados por não termos cumprido sempre os nossos deveres - irmos a todas as Assembleias-Gerais, por não lermos tudo sobre as alterações que quiseram (e conseguiram) introduzir, por não termos vetado o direito a presidir ao Benfica um homem que tanto desrespeitou o nosso clube.

Mas, acima de tudo, somos culpados por não vermos nestes 5 pontos - e 1 bastaria - uma razão clara e inequívoca para não patrocinarmos dirigentes que promovem Assembleias-Gerais - nas quais se riem, tapam a cara ou olham para o telemóvel - que sabem ser insignificantes para a cultura democrática do Benfica. 

Consultaram-nos, reprovámos as contas. E depois? Tiraram ilações, senhor Nazaré? As ilações foram simples: foram para casa rir-se dos benfiquistas que ainda achavam que o clube era deles. A ilação foi o total silêncio sobre o ocorrido e a lata de nem sequer agendarem nova Assembleia. A ilação foi planear a recandidatura e rir dos pobres coitados que foram numa Quinta-feira à noite (Sexta é um dia mau, porque pode chamar muita gente e isso é anti-democrático), alguns fazendo milhares de quilómetros, para um jogo que estava à partida viciado. 
Eles há uns anos já apagaram as consequências que o chumbo podia ter tido. A opinião dos benfiquistas é mera novela desagradável que rapidamente se extinguirá no próximo mês. O futuro da empresa é prometedor. Os clientes, satisfeitos, dar-vos-ão mais 4 anos em direcção ao abismo.


12 comentários:

Bicadas de Aguia disse...

Venha de lá então essa oposição credível. Onde anda? Comparar JVA com Vieira soa ainda mais a desespero...
Giro como umas assembleias tiveram poucas pessoas presentes e foram atentados á democracia, outras com também poucas pessoas presentes foram um hino à hipocrisia...
Giro como muda a visão consoante nos agradou ou não o que foi decidido nessas mesmas assembleias.
Sem oposição credível o meu voto irá para a direcção que recuperou a credibilidade do Benfica, a de LFV.

Ricardo disse...

O desespero total, mais nada. A fonte vai secar e tu tens que ir trabalhar!! Lindo

João Oiveira disse...

Tu foste para uma assembleia sobre o relatório de contas para aprovar as contas ou a direcção? Para alguns parece que foram umas eleições e que os dirigentes deviam ter-se demitido por causa disso.

Assembleia à sexta-feira? Também concordo. Mas acho que a uma quinta-feira apenas beneficiou quem fez "convocatórias" para reprovar as contas. Convocatórias muito democráticas por sinal, pois as palavras de ordem eram: "Apareçam na assembleia PARA REPROVAR o relatório de contas". Os outros não parecem bem vindos nestas lides democráticas.

Querem mudar o rumo do clube? Tenho a informar-vos que o rumo não muda só com criticas constantes. O rumo só muda se alguém se candidatar e apresentar um novo projecto para o Benfica. Um projecto que possa ser discutido e analisado pelo sócios.

As ilações que Luís Nazaré tirou são as mesmas que eu tiro. Tanto barulho, tanta festa por uma reprovação de um relatório, tanta futurologia na queda desta direcção e no final de tudo isto, espremendo bem, nem coragem a alguém deu para se candidatar. A única coisa que, espremendo bem saiu, foi uma exibição de Marco Ferreira de encher o olho à nação corrupta.

10000 possíveis candidatos é pouco? Acho que 10000 chegam e sobram para encontrar um com capacidades de liderar o Benfica.

A conversa de não existir democracia já cansa. Estamos a 21 dias das ELEIÇÕES. ELEIÇÕES onde todos os sócios podem VOTAR. ELEIÇÕES onde os 50 VOTOS de um sócio contam tanto para Vieira como para qualquer outro candidato. Até a lista em branco pode receber 50 VOTOS de um só sócio. Não consigo ver onde é que no próximo ACTO ELEITORAL onde as condições de VOTO são iguais para todos os candidatos, possa existir falta de DEMOCRACIA.

B Cool disse...

Estou mesmo a ve os velhotes com 65 ou 75 anos e 500 euros de reforma a candidatarem-se à presidência do Benfica. Mas vocês conhecem minimamente os sócios do Benfica antes de abrirem a boca para dizerem alarvidades ?

É a primeira vez que o vaccatio legis é de 2 anos, basicamente, antes de 2016 não se podem alterar os estatutos, mas sobre isso estão todos caladinhos não é ? Acham muito bem ? Isto é que é democracia, uma lei que se protege a si mesma durante 6 anos.

Ainda bem que nenhuma constituição democrática de algum país é assim, mas no Benfica estamos sempre a inovar.

Vão mas é todos para o car...o. Têm o que merecem. 1 campeonato de 5 em 5 anos. Siga para bingo, vota sr. Orelhas.

jocivalter disse...

Acho interessante esse primeiro comentário.
Aliás, concordaria que até se mudasse o nome do clube para o Sport Credibilidade e Vieira.

Ricardo disse...

Não, Bcool, não conhecem. Só conhecem o que o Gomes da Silva lhes diz. E se o Gomes da Silva diz que são 40000 então é porque são 40000. Se o Gomes da Silva lhes disser para irem a pé a Nova Iorque eles vão a pé a Nova Iorque - depois percebem que têm água à frente, mas vão à mesma porque se o Gomes da Silva disse é porque é verdade.

Sobre o resto, estão caladinhos, claro. Acham tudo normal. O que é que interessa que se façam leis completamente absurdas? Nada, porque 100 gajos votaram e as aprovaram. Não conseguem entender o que estás além de uma votação de 100 gajos. Não compreendem o contexto em que esta lei foi aprovada, não percebem a indigna imoral dos dirigentes, não se chateiam, acham tudo normal. Afinal , têm-se revelado dirigentes de grande competência, de grande honestidade, de grande benfiquismo - mesmo os sportinguistas e portistas que lá estão dentro a minar o clube. Eu disse minar? Ups, queria dizer mimar, assim é que é, os sportinguistas e portistas que estão a mimar o nosso querido clube. São uns amorosos.

Eles acham bem, tudo, Bcool. E se lhes disserem que agora temos de ir jogar a Alvalade porque vamos mudar o relvado, eles vão. E se lhes disserem que, em dia de jogo, têm de ir abrir a boca para receber um cagalhão do Grande Líder, eles vão. Pelo Benfica. Pelo benfiquismo. Contra esse malandro do Vale e Azevedo.

João Oiveira disse...

Não sei quem está pior. Quem acredita no que RGS diz ou quem acredita no que Bruno Carvalho diz acerca dos sócios que se podem candidatar a presidentes. Eu não tenho dados por isso tenho de ir acreditando no que vou ouvindo em relação a isso.

E continuo a dizer que existem muitos e muitos grandes benfiquistas com condições de liderarem o Benfica nesse lote tão restrito de 10000 sócios (a não ser que agora sejam menos e daqui a 10 posts sejam apenas 100). Muitos deles nem concordam com a gestão da actual direcção. Se não avançam então não é problema de quem lá está neste momento.

Quanto ao BCool admiro a seu espírito democrático. Desde um reformado não servir para se candidatar ao Benfica, até ao não pensam como eu, logo vão todos para o c... temos aqui o expoente máximo da democracia.

Para terminar quem está a dar tanta força a Vieira é precisamente a oposição que nasceu contra ele pois falam e repetem constantemente o seu nome. Acredito que muitos durante o último ano tenham usado mais vezes a palavra Vieira do que a palavra Benfica (atenção que a palavra benfiquinha não conta como Benfica). Se tivessem dirigido as vossas forças em prol do Benfica em vez de serem contra uma pessoa as coisas podiam ser diferentes.

Assim quem sai sempre a perder é o Benfica.

B Cool disse...

João Oliveira, deves ser parvo ou fazes-te bem. Mas eu explico-te para ver se entendes, achas que velhotes que tanto deram ao Benfica ao longo de muitos anos, que têm problemas para gerir as suas reformas de miséria em Portugal, especialmente porque os medicamentos são tudo mnos baratos, que muitos deles pouca instrução têm, se acham capazes de se abalançar a gerir um clube como o Benfica ? Achas mesmo ? Ou apenas és ignorante e não conheces a maioria dos sócios do Benfica que são sócios há 30, 40 ou 50 anos, para não dizer mais ?
Eu não digo que não se podem candidatar, acho que conhecendo a maioria da base social de apoiomais antiga, é tão possível que se candidatem à presidência do Benfica como à presidência de Portugal

moleculasdeamor disse...

Sou co-responsável pela merda em que isto está! Só fui a uma AG, a última.... somos todos cúmplices por inacção!

moleculasdeamor disse...

Ninguém quer pegar no clube... as dividas tão controladinhas que estão não dão descanso a ninguém --- fiquem com o clube caralho... encham os cornos de dinheiro e afoguem-se nele...foda-se...

Conde de Vimioso disse...

O bicadas e outros fartam-se de debitar argumentos parvos fruto de um desconhecimento do Benfica e das pessoas de que falam.

Pois eu, que os conheço aos dois, digo-te que o JVA comparado com Vieira é um menino de coro.

Ou já se esqueceram que no debate de eleições entre Vilarinho e JVA o cavalo de batalha foi mesmo o passivo.

Então JVA deixou 65M€ e estavam todos preocupados porque o Benfica estava falido e agora com 540M€ está o quê???

De boa saúde financeira??????????.

Claro que não foi sóiso que contribuiu para aquela derrota pois nunca se viu tanto Benfiquista e corruptos juntos pela mesmo causa e infelizmente isso ainda se mant+e hoje. Vide a amizade e apoio ao facturas, as amizades com o oliveirinha, Xalabor bem como a cartilha, assalto, anutença~do poder, bem como toda a estratégia seguida por Vieira é inspirada no seu guru, o corrupto-mor.

E quanto à oposiça~podia lembrarvos
como caiu Damásio ou isto:

Por analogia em Portugal também vivemos quase 50 anos em que parecia não haver oposição, também se adaptava a constituição aos interesses da época, também tinhamos os comunistas que comiam criancinhas ao pequeno almoço sendo presos e torturados pela pide, também se ganhavam eleições por plebiscito.

Mas será que não havia oposição??? Claro que havia.

Entretanto a pata da cadeira partiu e o homem caiu ficando moribundo e o regime acabou estilhaçado e o tombo foi festejado por percentagem superior às do plebiscito que se fartou de ganhar eleições.

E pasme-se...não havia oposição.

Sobre as Casa do benfica, realidade que bem conheço direi que acho bem o que prescreviam os antigos estatutos e que atribuir-lhe 50 votos é absurdo e desonesto.

Mas quero lembra-vos que essa ideia que passa de que as Casas appoiam Viera incondicionalmente não é verdadeira sendo mais fruto da propagande Viera.

Senão reparem das tais 300 Casa quantas já aderiram à nova imagem e eu seu de muitas que não estão dispostas a ssinar contratos ruinosos só para satisfazer as negociatas feitas com Deltas e Sagres porque além de exigirem o aval desses dirigentes levarão muitas ao fecho. S´quem não conhece a realidade da maior parte das Casa que vivem do mecenato dos dirigentes é que poderia quer pressioná-las a assinar contratos destes.

SEi por dirigentes de muitas que nunca tal assinarão não se preocupando com a pressão e ostracidade a que possam ser votadas.

Depois não esqueçam que quem pressionou e obrigou Damásio foram precisamente as Casas porque são dirigidas e frequentadas por Benfiquistas como nó e que não hesitarão quando o futuro do Benfica estiver em causa.

Também não foram as casa que pediram para ser comtempladas com 50 votos.

No momento, à antecipação das ultimas eleições, apelidei-a de ""golpe palaciano e de ""golpada"" a revisão dos estatutos.

Já faltou mais...

gervasiocutileiro disse...

Se não fosses estúpido sabias que não há duas pessoas a votar. As Casas não votam mas sim a Direcção composta por várias pessoas que reunem para decidir em quem votar e depois cada um individualmente como sócios.Onde está a duplicação, estupidozinho de meia tigela a querer passar a perna aos outros?