sexta-feira, 15 de março de 2013

Benfica pós-Bordéus ...


Jornada gloriosa onde os jogadores, a equipa técnica, os dirigentes e os sócios adeptos, emigrantes e não-emigrantes estão de parabéns e com razões para se sentirem felizes. "O Bordéus não perdia em casa desde 2006" - atirou JJ na entrevista rápida não fossem os Rui Santos e Ribeiros Cristóvãos desta vida tentarem minorar o êxito obtido. Não que não seja evidente que o Bordéus é claramente inferior ao Benfica, algo que já se tinha visto na Luz, mas porque à excepção do Porto, nenhuma outra equipa portuguesa teria estaleca para dominar a eliminatória desta forma.

Quanto ao jogo, Jardel, sem a liderança de Luisão ou Garay e tendo ele que assumir esse papel na defesa, destacou-se mais pelo golo que marcou e que feriu quase de morte as ambições bordalesas do que pelo acerto defensivo. Sem um líder em campo, a defesa do Benfica meteu água atrás de água e não fosse a inépcia ou azar dos avançados girondinos, e um dos azares foi terem que enfrentar o Artur, a eliminatória teria sido muito mais difícil.

Roderick fez o que pôde, assim como Almeida sendo que dos 4 detrás apenas Melgarejo, tirando o pequeno pormenor de ter entrado em campo apenas aos 2 minutos, foi verdadeiramente competente nas suas funções defensivas. A ajuda prestada pelos outros sectores da equipa ajudou muitas vezes a resolver falhas individuais que constantemente puseram em causa o modelo defensivo do Jesus. E quando tudo falhava, ou Artur ou a má pontaria resolveram, com excepção de 1 lance em que Jardel assistiu o bisonte que correu o jogo todo.

No meio-campo Gaitán mostrou porque poderia sair do Benfica para as melhores equipas do mundo e porque até agora não o fez. Embora com uma exibição mais colectiva do que é normal e com o brilhantismo que ele consegue atingir, tem que ter sempre desconcentrações que com adversários mais competentes e os que sobram são bem mais competentes, podem originar golos do adversário.

Matic evolui a cada jogo que passa, mas convém que não se deslumbre. Perez uma carraça autêntica sempre num ritmo elevado. Salvio e John mostraram menor fulgor, embora o argentino tenha prestado grande auxílio a Almeida. Rodrigo, bem de Rodrigo apenas posso dizer que foi útil para que um descansado Tacuara entrasse e resolvesse definitivamente, se é que ainda havia dúvidas, a eliminatória e principalmente o jogo. Martins e Maxi entraram quase no fim para dar descanso aos alas.

E agora ? Agora o Porto sofreu um revés e nós continuamos com as nossas ambições europeias intactas. Como eu sempre advoguei que deveria ser, ao contrário de outros colegas de blog. As vitórias trazem confiança. Mas atenção, a vitória já passou e no Domingo há um jogo decisivo para as nossas aspirações. Qualquer escorregadela e será a morte do artista. É preciso que os jogadores recuperem e que tenham atenção não se deixem cair na tentação que os jogos por cá se resolvem mais cedo ou mais tarde.

Ainda não ganhámos nada. Saímos da Champions e da Taça da Liga. Estamos com um pé na final da Taça de Portugal, estamos nos quartos-de-final da Liga Europa e lideramos o campeonato. Esta é a altura decisiva da época. Agora é que se vai decidir. Não podemos falhar. Não podemos falhar outra vez.

Os benfiquistas do norte de certeza que vão dar a resposta necessária e encher Guimarães. Mas é agora que Jesus tem que mostrar que quer ganhar o campeonato. Foi neste estádio que começámos a perder no ano passado, depois da ida a São Petersburgo. Não quero no final do jogo ouvir desculpas de árbitros. 

Não facilitem !!! Entrem com tudo e matem o jogo rapidamente. 0-3 aos 15 minutos é o ideal. Depois de assegurada uma boa vantagem podem gerir a condição física ao longo do jogo, mas o Guimarães não é Beira-mar e há lá também outro pinheiro que é o destino dos ataques quando o Rui Vitória já não sabe o que fazer. A equipa do Guimarães é muito jovem e se tem a vantagem da irreverência, também tem a desvantagem da falta de experiência e de se desmoralizarem perante um jogo que lhes esteja a correr mal.

Não facilitem !!! Não facilitem em termos de jogo nem se ponham a jeito para serem Xistrados ou Proençados !!! O Benfica ainda não ganhou nada. Um eventual deslize do Porto na Madeira e poderemos dar a estocada final, mas um deslize nosso e comprometeremos o bom trabalho que vocês jogadores e equipa técnica fizeram até agora no campeonato. Está tudo nas vossas mãos, nos vossos pés e nas cabeças. 

Dos benfiquistas estou certo que terão o todo o apoio nesse ambiente adverso, mas em campo serão vocês a jogar por nós. A vitória é tudo o que queremos, o esforço é tudo o que exigimos.

14 comentários:

Anónimo disse...

"...matem o jogo rapidamente. 0-3 aos 15 minutos é o ideal". Eu quero é ver o jogo morto 0-3 (ou 0-1) aos 94 minutos:)

Anónimo disse...

Para esta jornada europeia ter sido 100% perfeita só faltou o barça perder. poquê? porque quero q o Mourinho, Ronaldo e companhia ganhem a champions. com barcelona e Messi lá é mais difícil.

O Villas Boas tb segue em frente. que bom ver os nossos tugas a brilhar.

A derrota do FCPorto soube-me. Sei q pareço um pouco contraditorio. então não é uma equipa portuguesa? claro q sim. mas por vezes o patriotismo e o amor ao BENFICA entram em colisão, e nessa altura há que fazer contas. parece-me q, desta vez, o proveito que advem ao Benfica pelo desgaste anímico do Porto poderá ser maior do que o proveito para Portugal se o Málaga tivesse perdido a eliminatória.

José Joaquim Reis

Pimento disse...

Ora aqui está uma visão equilibrada e pouco facciosa. Parabens

Bhroon Ytoh disse...

Não poderia estar mais de acordo com esta crónica, muito bem escrita diga-se.
Devemos todos um agradecimento a esta equipa, pela solidez e seriedade demonstradas em Bordéus, pela frescura com que(a maior parte...)chegam a esta fase da época e pessoalmente, quero agradecer ao JJ pela sua teimosia com determinados jogadores, como o Enzo, o André Almeida, o Matic, o Melgarejo, só para nomear os principais, teimosia essa que subliminarmente fez esquecer jogadores da dimensão de Javi Garcia ou Witsel, jogador, que este ano só ganhará o salário e as eventuais prendas de natal.

Quero só acrescentar, que estará efectivamente na altura de encontrar um bom substituto para o lugar de patrão da defesa, mesmo que não saia o Garay, um dos centrais, a nivel mundial, com mais categoria e rendimento, pois para o ano, o nosso capitão estará muito algo abaixo do que nos habituou e esta equipa não poderá jamais deixar-se desiquilibrar no eixo mais exigente da estrutura.

Conto ser Campeão Nacional 12/13 e ganhar a Taça de Portugal(...não só no futebol...), mas se assim não for, desde já OBRIGADO, aos jogadores, ao JJ, à sua equipa técnica e ao Presidente, pela época mais madura e sólida, pelo plantel mais equilibrado e com mais banco, desde há muitos, mesmo muitos anos. Viva o Sport Lisboa e Benfica, Viva!!

Marta disse...

Já tenho o bilhete para o Afonso Henriques e espero que tenham esgotado.
Desloco-me sempre a Guimarães, mais do que uma vez até, em virtude de nos cruzarmos com o Vitoria noutras competições. Reduto muito difícil, dos mais difíceis em termos de ambiente, dado acérrimo e fervoroso apoio dos adeptos vitorianos. Desde sempre.
Tenho as melhores e as piores memórias no que a resultados diz respeito mas é sempre um Estadio onde não só faço questão de ir como gosto de ir.

Esta jornada pode não decidir nada mas pode decidir tudo..

Concordo com tudo B, inclusive, e já o disse várias vezes, pelos mesmos motivos, com a saída do f.c,porto das competições europeias.

Nuno Pinho disse...

Nada a acrescentar. É um facto que tentaram minorar os feitos do Benfica nesta jornada europeia, mas esse tem sido o hábito. O FC Porto foi eliminado com um clube sem tradição europeia e ninguém se atreveu sequer a questionar o discurso irrisório – atendendo ao facto de ter sido anulado um golo ao Málaga e validado outro, em fora-de-jogo, ao FCP – do treinador com contrato até final da época e cuja renovação não parece ser do interesse público. No ano em que o Jesus disse que o sonho era vencer a Champions, os nossos ouvidos ficaram esgotados. Ficariam igualmente esgotados, caso algum dos nossos dissesse isto:

"Lucho: Podemos ter essa ambição (ganhar a Champions)"
"Moutinho: Temos a ambição de ganhar a Champions"
"Hélton: Não é impossível ganhar a Champions"

DeVante disse...

Gostei do jogo...além do apuramento confirmou-se mais duas coisas:
- Gaitán é soberbo...com a braçadeira então...cinco estrelas!!!
(ainda bem que Jesus não foi na cantiga dos adeptos. Ah, é bom lembrar que esta época tem sido segunda opção. Ainda assim tem jogado a bom nível, o que deita por terra aquela treta de que ele se amua e tal)
- O Rodrigo Mora é pior do que o Rodrigo-menino-bonito-do-Jesus? Não creio...mas lá está, esta deve ser mais uma das teimosias boas do Jójus...

DeVante disse...

Ah, achei por bem lembrar que, finalmente, marcamos um golo na sequência de um pontapé de canto!

Aleluia!!!

moleculasdeamor disse...

Eu estava a ouvir o rui santos e o ribeiro cristovão e disse para mim ... estes gajos viram um jogo diferente... porra deixa-me cair fora... foi mais ou menos isto!

David Duarte disse...

Dizer que o Bordéus é fraco não é retirar importância à qualificação do Benfica : é um facto. Ontem falava com os meus amigos aqui em Lyon sobre o jogo e dizia que estava desconfiado devio às ausências (que eu legitimo porque hà que ganhar o campeonato). Eles respondiam-me "Estamos a falar de um jogo com o Bordéus. Se eles marcarem 1 jà vão com sorte". O Bordéus é das equipas, não mais fracas da Liga francesa, mas das cujo jogo é mais pobre.

Minimizar o que o Benfica fez (4 jogos, 4 vitorias. No raking UEFA jà estamos em 12o e a poder ficar em 10o, ou seja, quase no pote 1 nos sorteios, graças a estes 4 anos do Jesus... o seu ao seu dono!) não é apontar um facto : é repeti-lo até à exaustão como se tem feito.

Anónimo disse...

ja descobriram quem baleou um director do fcp no interior do estadio do dragão em 20/11/2012 e que estranhamente quase não foi noticiado?

Anónimo disse...

Para o anónimo, há já alguns tempos que andas com esta conversa da morte do diretor do fcp, no estádio do dragão, pois deixa-me dizer- te sou polícia,na esquadra das antas, fui um dos que estava de serviço quando isso sucedeu, fui um dos que tomou conta da ocorrencia e só te digo isto, porque mais não posso como podes calcular, tratou-se de um mero SUICIDIO, por parte da pessoa, que não foi baleada, mas tão somente deu um tiro na cabeça, numa casa de banho,aparentemente devido a problemas particulares com ele e com familiares. Não estou a inventar, eu ajudei a colocar o pobre coitado na automaca, a fim de ser transportado para o IML do Porto. Todos os indicios pontam para suicidio, pelo menos foi o que a PJ e nós concluimos. Paz à sua alma.
Deixa lá isso.
A.M- um cop benfiquista de palermo

Zé de Fónes disse...

Zé de Fónes:
Corria o ano de mil novecentos e troca o passo, e o Benfica vencia o torneio de St James'Park. Os adeptos do clube anfitrião (Newcastle), não queriam acreditar que o seu clube tinha perdido o duelo das grandes penalidades com o Benfica. O caso não era para menos. Um dos golos tinha sido apontado por esse ilustre personagem, de cabelo encaracolado, que dava pelo nome de Paulo Madeira.
Ontem, frente ao Bordéus, Jardel abriu e quase fechou o activo. Não fosse o mal-amado Óscar Cardozo, e tinhamos deixado fugir o pássaro frente ao clube dos "passarinhos". Nesta altura do "campeonato", a nossa equipa costuma dar o estouro. Como dizem os andrades «Os Mouros, não vai durar muito e estão a dar o berro». Ironia das ironias, e até agora, houve um ex-Mouro que já estourou. De seu nome: Moutinho. Em Málaga, houve outro que nem aqueceu, não foi Liedson? E outro que entrou em curto, não foi James?
Bem, depois deste pequeno ensaio, quero acrescentar que, se conseguimos vencer o Newcastle com o Paulo Madeira e assim conquistar o troféu, também podemos e devemos repetir a façanha, mesmo tendo em campo o Jardel (ou o Roderick).
Na próxima Segunda-Feira quando abrir os jornais, espero não ler que o Jota Jota se queixou de na vépera o Paulinho Batiston ter prejudiado o Benfica. Disso, nós já sabemos. Queremos é vencer contra tudo e contra todos, haja o que houver. Eu bem sei que está na moda, mas fartos de Habemos "Papos" estamos nós, foda-se!

Germano Bettencourt disse...

Grande B_Cool. Muito bom.