segunda-feira, 25 de março de 2013

Ezequiel de saída

A saída de Garay no final da época parece ser uma daquelas inevitabilidades com as quais temos de lidar, por muito que nos custe. E custa. Muito. Resta-nos esperar por uma boa venda - da qual só temos direito a metade - e por um trabalho de prospecção de qualidade que garanta um substituto à altura, se possível sem custos desmesurados.

Ao Ezequiel, obrigado por tudo. E a esperança de ele ir embora campeão nacional, vencedor da Taça e medalha com a conquista da Liga Europa.

4 comentários:

João Jordão disse...

A mim custa-me que as pessoas só o vão reconhecer como um dos melhores centrais do mundo, senão o melhor, quando sair do Benfica...

Muito obrigado por tudo, El Negro, e o desejo de uma enorme carreira de futebolista daqui em diante!

sentinela um estremecer disse...

Acho que vou esperar pela não noticia dele ter feito a "limpeza do cacifo à Aimar" para, só então, fazer as despedidas que ninguém consegue garantir que é mesmo verídica. Ou então esperar mesmo pelo anuncio oficial da transferencia. É outra hipótese.

moleculasdeamor disse...

É assim a bida... o gajo é bom...e relativamente barato... logo... arranjar um substituto enfim... porque a experiência dele... mas o nosso scouting tem-se mostrado sabedor... acredito... estes dois sérvios(?) são muinta bons... vamos acarditar... acarditemos pois... :)

Anónimo disse...

Tenho 35 anos. Os centrais com mais classe que me lembro sao, claramente: ricardo gomes, carlos gamarra, ezequiel garay. Que nao parta ja, por favor...
Abraco, pn