quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Nojento

O vice-Presidente do Benfica, rui gominhos da silva, disse isto:

«E se os jogadores, também eles, "assobiassem" os "sócios" de cada vez que, nos momentos em que a equipa mais precisa, se calam em vez de "puxarem" pelo ... Benfica?»

É esta a gente que nos desgoverna. Não admira, portanto, que tenhamos chegado a um ponto em que até um pote já é um troféu.

6 comentários:

Miguel insan disse...

Quando o capitão do Benfica nos chama de filhos da puta e é aplaudido por adeptos e direcção eu pergunto-me, é isto o Benfica?

Pimento disse...

Esse Filho da Puta conta estórias giras. Ah eu tinha uma regra nunca ofender colegas Benfiquistas, mas como vi por esta Blogosfera fora existe muitos que são ofendidos e agradecem. Mesmo que seja expulso de todos os blogues aqueles que gostam seram todos filhos da puta, como esse FDP do RGS e Anderson... não gosto de ofender mães então fica o classico vai pró caralho. agora se quiseres apaga isto ou deixa pra o nosso proximo presidente dar uma olhada

Anónimo disse...

Ricardo

Nada a dizer quanto ao "É esta a gente que nos desgoverna.".

Os sócios têm o direito de se manifestar contra os jogadores? Sem dúvida. De preferência após o árbitro apitar para o final do jogo.

Podemos criticar a falta de forma do Maxi, as capacidades técnicas do Maxi, mas nunca o seu empenho, nem do nosso capitão que foi muitas vezes lá à frente no final do jogo (está à frente do Lima no 2º).

Insultar "chulos", "filhos da puta" etc... não gostam do efeito boomerang. O Luisão fez muito bem. Pelo que vi, o Luisão devolveu o insulto a quem os insultou, e...

Os sócios têm o direito de insultar mas não podem levar de volta!!!
Vão falar com o Toni, o Carlos Manuel, o Humberto, etc...

A propósito do tempo em que o Benfica ganhava "Assobiar um jogador do Benfica é pior do que cuspir na sopa." (avô da Leonor Pinhão com toda a propriedade).

Vergonha é:
1 - atacar imediatamente um sócio que lhe disse o que lhe ia na alma (Manuel Constantino)exigindo a sua demissão do cargo que ocupa;
2 - os Lags emitirem um comunicado sobre o Futsal e AINDA não haver reacção.
(toca-se no Rei Sol e cai o Carmo e a Trindade, ataca-se o Benfica e no pasa nada)

Abraço

João

Nelson Carreira disse...

Oh Ricardo, neste benfiquinha do LFV já não há nada a fazer.
Noutros tempos tivemos capitães como o Coluna, Humberto Coelho, o Toni ou o Shéu, Senhores que se davam ao respeito e tinham a humildade de reconhecer a importância do cargo de Capitão de Equipa do Sport Lisboa e Benfica.

O Luisão está há 10 anos no clube e começou a envergar a braçadeira de capitão desde 2006 e a maioria dos Benfiquistas continuam a protegê-lo mesmo depois de todos os comportamentos e atitudes que ele tem tido ao longo dos tempos, como as exigências salariais, as birras, as tretas do empresário e as agressões dele só porque marcou um golo em 2005 que nos ajudou rumo ao título de campeão. No benfiquinha actual e para os adeptos desse benfiquinha isto sim é um capitão à Benfica, uma besta que nem o clube respeita.

Para outros, como eu, temos vergonha de um Capitão assim.

P.S.: os adeptos durante o jogo tem de apoiar e caso pretendam criticar que o façam no final do mesmo, mas esta besta de Capitão tem é de estar calado e respeitar mesmo assim a opinião dos adeptos e sócios do Benfica. Como ele disse ninguém é dono do Benfica, mas ele como funcionário tem de respeitar o Clube, os Sócios e simpatizantes já que são esses que lhe pagam o salário milionário através das cotas de sócio, bilhetes de futebol, ter a Benfica TV em casa e comprar a camisola todos os anos. Se ele não respeita o Benfica e os Benfiquistas menos que respeite quem lhe paga!

Saudações Benfiquistas!

Conde de Vimioso disse...


Não passa do pateta que a cara espelha bem.

luis disse...

Aqui está mais uma distracção de um Benfiquista que utiliza a televisão para a defesa de activos. O rapaz limita-se a demonstrar algo que aborrece a linda irracionalidade da emoção desportiva. São os mesmos que desvalorizam actos de indisciplina de activos, entram através do fenómeno televisivo naquela área da influência politica... desta sad em vigor.