quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Uns retumbantes 7,25%

Por vezes dá ideia de que as últimas eleições foram extremamente concorridas e que o presidente Vieira venceu com uma esmagadora maioria do eleitorado a seu lado. Não foi esmagadora. Não foi assaz grande. Não foi particularmente volumosa. Não foi especialmente significativa. O presidente Vieira venceu com uns retumbantes 7,25% de sócios a seu lado. Repito o número: 7,25%. Número de sócios a dividir por número de votantes dá isto: 7,25%. Querem que eu repita? 7,25%. Menor que o valor do défice previsto para 2013. Pouco mais que a percentagem de portugueses que votou no CDS nas últimas legislativas. Por cada votante em Vieira que encontrarem na rua, encontrarão 5 esquizofrénicos. Acho que já perceberam a ideia.

Mas a verdade é que Vieira ganhou e assegurou a sua quarta eleição, dobrando assim o número de campeonatos ganhos e quadruplicando o número de Taças de Portugal e de Supertaças conquistadas. Se estas eleições valessem um troféu, seguramente o Museu Cosme Damião teria o dobro da riqueza que o actual presidente lhe acrescentou com os principais títulos de dez anos de mandatos. 
Mas deixemos os cenários de parte e regressemos à realidade, que é onde realmente as coisas se passam... A lista do Luís das Furnas, o homem que roubava as moedas do elefante do Jardim Zoológico (vêem como é de pequenino que se começa a roubar...) acabou com 7,25% do eleitorado do seu lado, resultado para o qual contribuíram exactamente 18.139 sócios de um universo de mais de 250.000. 

Numa eleição com apenas dois candidatos esta percentagem eleitoral é absolutamente ridícula e deveria ser o suficiente para as pessoas entenderem que o projecto era um completo disparate e que a larga maioria dos benfiquistas se riu da patética figura do senhor que foi sócio do mesmo clube de Jorge Nuno, Reinaldo, Adelino e Antero (e com os quais fez muitos e proveitosos negócios para o Alverca e para o Porto) e da trupe que o acompanhava (se já foram a uma AG, sabem as figuras que Rui Cunha faz). Mas, enfim, o senhor já pode contar aos netos que um dia foi presidente do Benfica durante mais de uma década sem ganhar praticamente nada no futebol, o que levará os netos a perguntarem se os benfiquistas da altura eram efectivamente estúpidos ou meramente, vamos lá, menos inteligentes. 

Meus caros, vamos lá elevar esses padrõezinhos de exigência. Isto não é o Alverca.

15 comentários:

Anónimo disse...

Pareces o Bruxo de Fafe!

Ou então foste em peregrinação a S.Bento da Porta Aberta.

Ou serás o peidoso de Contumil disfarçado?

És um grande LOLOLOLOLOLOLOL

Já agora convém recordar que 1,2% é muito,mas muuuiiittooo menos que 7,5%

pininfarina disse...

Podem-se concluir muitas coisas desses números:
- dos 7,25% muitos quereriam mesmo LFV na presidência e alguns terão achado que a concorrência era ainda pior;
- dos 1,5% que votaram na outra lista, alguns terão achado que a concorrência era mesmo melhor que LFV e muitos terão votado apenas para tirar LFV de lá;
- sobram 91,75% de gente que não se deu ao trabalho de ir votar.

E deste ultimo grupo, que faria a diferença, pode-se imaginar muita coisa, desde acharem que não valia a pena o esforço, passando pelos que quiseram ir votar e por algum motivo não conseguiram.
Ninguém garante que a esmagadora maioria não foi votar pelo simples facto de que a alternativa ao LFV era ainda pior do que o próprio. Aí sim, está o problema real: não há concorrência minimamente credível. Enquanto não aparecer um candidato real, que assuma que concorre e que se apresente como alternativa decente, a grande maioria não vai querer mergulhar num vazio directivo que deixe o clube à mercê de sabe-se lá o quê.
Por muito que este blog (e mais uns quantos) estrebuche.

José Ramalhete disse...

Descontaste as casas do Benfica, que não são sócios?

Anónimo disse...

será que ainda tens a distinta lata de te considerares benfiquista?!?!?!?

é que, por o meu clube ser tão grande e como tal alberga um universo imenso de tendências, muitas vezes contraditórias....
mas, o teor desse post ser de um benfiquista??????.... só se for para rir... ou melhor neste, caso, para chorar....

essa maneira de menipular os numeros é típico de gente totalitária ... nada dada a democracias........
mas enfim, tenho pena, ter consórcios destes, com tanto ódio...

P.S.
Já agora se fosse minimamente intelectualmente honesto, deveria também referir qual a percentagem da opisião, seguindo o mesmo critério/leitura dos tai 7 e tal % no universo dos 250000 sócios....

R

Anónimo disse...

Pois a larga maioria dos benfiquistas acha o projecto ridiculo, mas ficaram todos em casa a cocar os tomates e a rir das figur patética do Luís das Furnas. Makes sense...

Anónimo disse...

O autor deste artigo, se for sócio do Benfica,constitui 0,00038% de todos os sócios.

JNF disse...

Bolas, esqueci-me das Casas. Afinal nem chega aos 7%.

Anónimo disse...

Tu devias estar calado pois de benfiquista não tens nada.

Procurar através de interpretação estatística errada e mal feita argumentos para dizer que as eleições foram uma fraude é próprio de gangsters!

Anónimo disse...

isto significa apenas uma coisa: a maioria dos benfiquistas são apenas simpatizantes.

malta que não quer grandes complicações na vida e olha para este zoológico em que se transformou o futebol tuga com desconfiança e distanciamento.

a partir daqui, cada um pode tirar as conclusões que entender!

Anónimo disse...

De facto, qual é a legitimidade para o Aníbal ser o persidente da junta, uma vez que apenas foi eleito por uns meros 20% dos tugas! Por cada votante no home que encontrarem na rua, encontrarão 8 bloguistas (sendo que 3 deles escrevem no passado). Acho que é argumento suficiente para o demitir e exigir eleições já.
(Neste particular, aproveito para sugerir a aplicação dos mesmos princípios aos tipos que fazem que nos governam, dado que os números são os mesmos.)
Rua car@!»o...

David Duarte disse...

Terei sido eu o unico a perceber que este texto era uma resposta ao do Afonso e que o que de riciulo muito apontam à ideia defendida aqui pressupõe que acham igualmente ridicula a ideia que o Afonso passou?

Anónimo disse...

David, acho que foste o único que não percebeu que o texto é uma resposta sim, mas ao benfiliado que utilizou - parafraseou, apropriou-se, etc. - o texto do afonso.
mas também me parece que és de facto o único a achares que os dois textos tenham o mesmo grau de ridículo.

Anónimo disse...

Não sou o David e acho que os dois textos apresentam o mesmo elevado grau de ridículo.
Claro que só publicam este comentário se vos der jeito.

JotaPê disse...

Desses 7,25%, possivelmente 5,83% eram votos de presidentes das casas do Benfica por esse país fora...

JNF disse...

Obrigado, David.