quarta-feira, 21 de agosto de 2013

O mar é azul porque é corrupto

Há um tipo de benfiquismo que definitivamente não é possível de entender. É o benfiquismo que acha que o planeta todo conspira contra o Benfica, que o insucesso advém não da incompetência própria mas de vários e coloridos factores que, somados, fazem com que o Benfica seja apenas uma vítima nas mãos de poderosas influências e maldades. As televisões estão todas contra o Benfica; as rádios também; os jornais, evidentemente; os jornalistas todos; os primos dos jornalistas todos; as avós de todos os jornalistas; os cães dos jornalistas conspiram, de madrugada, contra o Benfica.

Luisinho veio dizer o que parece lógico a qualquer ser pensante - se for um bocadinho mais pensante até percebe isto desde a final da Taça: Jesus não tinha condições para continuar no Benfica. Por ser incompetente? Lógico que não, apesar dos erros cometidos foi ele quem maquilhou a incompetência da Direcção. Simplesmente estava mais do que visto que o grupo de trabalho não estava com ele. Ora, Luisinho disse o óbvio. O que responderam os defensores do benfiquismo paranóico? Reflectiram sobre o que quererá dizer o pensamento de um jogador que conheceu o balneário por dentro? Não, é evidente que não. Massacraram o Luisinho, insultaram-no, passou a abutre e mal-agradecido e outras pérolas parecidas. 

Já não há mesmo pachorra para o benfiquismo paranóico. Grande parte da situação dramática em que estamos enfiados depende deste modo de pensar. Sem reflexão, sem auto-crítica, sem capacidade de antecipar problemas, sem perceber os erros próprios; apenas, ano após ano, desculpando o insucesso com factores externos e paranóias doentias, o Benfica mirra sob este mundo obscuro da estupidez e das conspirações mil. Apetece resgatar a citação de Einstein que já se tornou adorada por tantos e que reflecte a actual forma de agir por parte dos dirigentes do Benfica e de pensar por parte da grande maioria dos seus apoiantes:

«Stupidity is doing the same thing over and over again and expecting different results».

6 comentários:

Vozes Encarnadas disse...

Ricardo sinceramente ai a opinião de um jogador que é dispensado ou um jogador que é vendido para uma excelente equipa são opiniões que não interessam mesmo nada.

Mesmo achando que JJ não tinha condições de continuar a opinião do Luizinho para mim não interessa para nada, pois foi dispensado. A mesma coisa para opinião do Witsel, ou do Javi que foram vendidos para onde quiseram ir.

Essas duas opiniões são procuradas pelos interesses, de um lado os que querem defender JJ, por outros os que querem atacar.

Mauro Santos disse...

Podias era ter-te dado ao trabalho de ler ou ouvir o que ele disse na integra. Ele que até estava embalado podia ter dito que os jogadores não estavam com JJ. Mas não o fez e até disse que estava tudo normal na pré-época e até pouco antes do jogo da Madeira. Basicamente Luisinho diz que ele devia sair porque a equipa perdeu nas decisões. Não me admira que o faça. Um tipo dispensado e que pouco jogou dificilmente dirá coisas boas do treinador que o encostou. Pode até só estar a dar a opinião como adepto. O que é certo é que em nenhum momento ele dá a entender que o plantel não está com JJ. Deu até a entender o contrário.

Anónimo disse...

Incrível! Sou portista mas de vez em quando passo por este blog precisamente por neste encontrar uma coisa rara na maioria dos benfiquistas e que neste post mais uma vez demostraste em grandes doses - lucidez.

Sem negar que há fundamentos para várias teorias da conspiração, atingiu-se um ponto ridículo em que qualquer falha do vosso clube é justificada por uma qualquer maquinação maléfica do nosso, não importa quão rebuscada seja.

Por mim, por um lado espero que assim continue pois enquanto perderem tempo a apontar o dedo aos outros, não apontam a si mesmos, onde a maior parte dos problemas reside. Por outro tenho pena pelos benfiquistas lúcidos e sem maldade como tu (e ainda conheço uns poucos como tu). Mas parece-me que finalmente muitos começam a abrir os olhos e aperceber-se de quem são os verdadeiros culpados da situação a que chegou o Benfica.

Abraço (des)portista :)

Ricardo

Rusty Ryan disse...

Não é preciso um jogador vir falar para todos podermos constatar o óbvio. Ponto. Ainda para mais um jogador da estirpe do Luisinho, que ainda hoje deve estar a pensar como veio parar ao Benfica. Agora, se pensarmos numa pessoa como Aimar, que é mais que um jogador, aí o caso muda de figura. Porque não perguntam a ele?! Adorava saber o que ele pensa sobre o final de época passado, sobre o inicio desta e também sobre Jorge Jesus. Em suma, sobre o Benfica. Concordo sem dúvida com os que dizem que a ideia que passa da nossa Direcção cá para fora, é que perdemos só por culpa dos outros. Dos maus, dos criminosos. Mas, também não é preciso vir ninguém falar para constatarmos o óbvio que os outros ganham com muitas ajudas e corrupção à mistura, bem como também é óbvio que na Direcção do Benfica só existem papalvos amadores que em termos desportivos nada de positivo contribuem para o Nosso Clube. Ponto. Também. Por isso mesmo, estou-me bem a cagar para as declarações do Luisinho e, como tal, não acho que devem servir de algo que explique ou demonstre o quer que seja no Benfica e, claro está, não deve ser dada importância alguma.

Ricardo disse...

Vozes, as declarações do Luisinho são insignificantes - só diz coisas óbvias. O post é sobre algo muito maior, mais perigoso e preocupante.

Abraço, Ricardo.

Jorge Borges disse...

"Luisinho, que ainda hoje deve estar a pensar como veio parar ao Benfica"

Isso também gostava eu de saber. Se foi o JJ ou se o jogador lhe foi imposto. Qualquer das situações é grave, até porque não é o único jogador a quem isto aconteceu...