sábado, 10 de agosto de 2013

Um estudo de Caso(s) II

Como disse no post anterior, vamos às minhas conclusões sobre o assunto.

Antes de mais, vou responder a comentários no meu post anterior. Só por má fé é que alguém pode comentar que eu não referi os jogadores portugueses! É que não se leram eu referi-me aos 11 titulares à 30ª jornada! Muito triste o comentário feito a propósito disso. O Benfica quantos tinha? Esse é o comparativo!

O problema em questão. Falaram-me no Sporting? Pois bem, o Sporting, com miúdos portugueses ganhou mais Taças de Portugal e Supertaças que JJ e/ou Vieira! Ah, o mesmo número de finais europeias! E só não ganhou mais porque não tinha dinheiro para apetrechar esses inexperientes plantéis. O Benfica tem (pelos menos gasta desbragadamente). Ah, e não foram poucas as vezes que esse Sporting ficou à frente do Benfica do gestor do futebol Vieira! Isto é factual. 

Os jogadores portugueses. Quantos existem por aí... Pois bem. O futebol nacional é um chorrilho de corrupção, amiguismo e caciquismos, com Vieira incluído! E isso prejudica o futebol nacional e o futebolista português, pois não dá comissão. Quando comparei os 11 titulares das equipas em questão isso é uma amostra muito válida do que se passa nesses campeonatos. Em Portugal isso NÃO acontece. Que se passa? O português é geneticamente menos propenso que os outros? Eu mostrei 10 ligas diferentes, de vários níveis competitivos, grandezas demográficas, etc. Uns superiores a Portugal, outros do mesmo nível. Por exemplo, a holandesa ou a russa. Temos dos melhores jogadores europeus, mas insistimos nos estrangeiros. Mais uma vez sublinho: o problema não é só do Benfica, é geral! E a minha pergunta é: porquê?

Vamos a exemplos mais concretos. Ou por outra, excepções. À 25ª jornada, o Paços Ferreira, equipa sensação da nossa Liga, defrontava o Marítimo nos Barreiros. Do 11 inicial dessa excelente equipa 7 elementos eram... portugueses. Muitos dos quais, descobertos demasiado tarde ou "restos" de outros. No entanto, jogadores portugueses construíram essa forte equipa. Voltando ao Benfica, não seria exequível se, com uma aposta concreta na formação ou no mercado interno, construir uma equipa com 4/5 portugueses mais jogadores estrangeiros de enormíssima qualidade? Em vez de se gastar 20 ou 30M por ano em 8/10 jogadores estrangeiros, que tal gastar-se esse mesmo dinheiro em 3 ou 4 titulares de caras! Em vez de apostarmos só em jovens estrangeiros, porque não apostar consistentemente em mais portugueses. Lançá-lo em 2 ou 3 a 5 minutos do fim não é aposta! 

Vamos a outro exemplo. Quanto custou Fábio Coentrão ao Benfica? Quanto pagou o Real Madrid por ele? Isto fazendo fé ao que foi comunicado, claro! Quanto custou Javi Garcia ao Benfica e quanto pagou o City? Nesta matemática, inclui-se o ordenado. Em percentagem, com quem fez o Benfica mais dinheiro? 

Portugal tem tido jogadores de grande nomeada internacional nos últimos 20 anos, que jogaram em grandes equipas e ganharam inúmeros troféus: Cristiano Ronaldo, Luís Figo, Paulo Sousa, Rui Costa, Fernando Couto, Nani, Pedro Pauleta, João V. Pinto, Vítor Baía, Paulo Ferreira, João Moutinho, Fábio Coentrão, Ricardo Carvalho, Simão Sabrosa, etc. Quantos troféus ganharam estes jogadores? Quantos milhões valeria este elenco, ajustado à inflação, com todos no seu pico de forma? E deixei muita gente de fora... E quantos se perderam por falta de aposta noutros talentos. Por que não é hábito apostar-se no português... Exemplo: Vítor do Paços de Ferreira. 

Não digo que se feche a porta aos estrangeiros no Sport Lisboa e Benfica. Mas tem de haver  uma inversão desta política... A aposta na formação tem de ser séria (como Vieira disse há um ano atrás, não sou só eu que digo). Os corpos técnicos da formação terão de ser os melhores. Se o Benfica se gaba de ser pioneiro em tanta coisa, porque não ser pioneiro na formação, na construção de uma geração de miúdos com talento para serem campeões. Eles vão aparecer e depois... serão vendidos! Mas o lucro será muito maior. 

Esta história da Globalização é uma treta! Basta ver as 20 equipas que mostrei. Ou somos só nós que estamos certos? JJ é que fala nesta globalização. O que diria o técnico se esta globalização atingisse os treinadores? A ele em particular? Já nem falo se isto atingisse as nossas empresas! Se o português não pudesse trabalhar porque os estrangeiros são melhores... A lei Bosman e afins são desculpas para caciques encherem os bolsos... Exemplos do Benfica: porquê tantos jogadores contratados por ano? É contratar à dúzia e ver se se aproveita um? Isto é política desportiva? Funes Mori? O que fez esse jogador para merecer o Benfica? Vejam o  percurso dele. Ou Bruno Cortez? 

Para terminar, jogadores portugueses que tinham lugar no plantel do Sport Lisboa e Benfica: Rui Patrício, Luís Neto, Danny e Paulo Machado. Só para falar nos da Selecção... Outro exemplo: Rúben Ferreira, lateral esquerdo do Marítimo, é pior que Cortez? Não me parece..

PS: Bruma no Benfica. A ser verdade, espero que tudo tenha sido feito de modo transparente e claro! E espero que tudo tenha sido conduzido por forma a não prejudicar o relacionamento Benfica / Sporting, muito mais importante de preservar do  que qualquer jogador...
PS2: Da triste bajulação, mentira, demagogia e idolatria que se vive no Benfica: "Temos um fio condutor liderado por Jorge Jesus."- Hélder Cristóvão. Este ex-jogador do Benfica tem-se distinguido pelo lambe-botismo desde que chegou ao clube. Sem um currículo decente para mostrar, só mesmo o facto de ter jogado na Luz lhe dá algum direito de estar onde está...Mas pelo que se vê, a sua capacidade graxista explica a sua actual posição! Veremos se é tão bom treinador como a beijar o cú do "chefe"! 
PS3: Continuo a querer que alguém me explique a troca de Funes Mori por Mora! O uruguaio no sentava o argentino no River? 

10 comentários:

Rui Tulio disse...

Concordo com tudo dito aqui por ti.
Temos tantos casos no nosso Benfica de jogadores Portugueses mal aproveitados.
Miguel Vitor, não será melhor do que Mitrovic e Jardel?
Tínhamos opção dois jogadores do Varzim alguns atras, Luis Neto e Salvador Agra, o primeiro já é internacional A.
O que aconteceu com Miguel Rosa algo completamente inadmissível este jogador não ter uma unica oportunidade na equipa principal.
Hugo Vieira um excelente jogador que nem a pré-época fez.
Nelson Oliveira, acompanhamento nos seus emprestimos zero! Devia ter feito a pré-época não fez.
Este Bruno Cortez que nem a própria direção acredita nele, não vale meio Antunes nem meio Ruben Ferreira nem meio Joãozinho.

Em aspetos positivos salientar aposta nos Andrés, o regresso de Ruben Amorim, a compra e o empréstimo de Silvio e ate mesmo a compra de Pizzi que devia estar cá mas não esta.

Anónimo disse...

"Se o futebol português vive do amiguismo,falcatruas,corrupção e lavagem de dinheiro,Vieira incluido"

Se ès um cidadão com "tomates"reune as provas e vai fazer uma participaçao ao MP.

Assim é que tu demonstravas que eras um cidadão exemplar,não e vires para aqui acusar as pessoas sem concretizares as acusações.

Ganha juizo e se tens provas do que escreves,participa ou então és mais um canalha!

Anónimo disse...

so podia ser os comentarios tem que ser a favor deste senhor com a esta escrita voces vao longe so falar mal

Anónimo disse...

Nao preciso de provas para nada.
Os argentinos vêm buscar o Mora para titular e encostam o Mori. Vieira dá o Mora e dinheiro pelo manco?

Para farinhas e pizzis ha dinheiro, para um lateral esquerdo nao há?

O mestre da tática no jogo do titulo mete o Roderick mas agora já o dispensa?

Os irmaos servios vao ter todos a sua oportunidade, mas o Miguel Rosa nao?


Isto parece teoria da conspiraçao a mais mas ainda me parece que Vieira e Jesus sao infiltrados com direito a dragao de ouro

PP disse...

Pessoal,

Serei o único a pensar que nós só temos portugueses mediante as necessidades de inscrições nas competições em que estamos inseridos?

É que fica-se mesmo com essa ideia!

Anónimo disse...

bem, que equipaça tem o Porto este ano...

Conde de Vimioso disse...


Anónimo das 14.13

Tu vives onde ??? No céu dos pardais ...

Bom post, está lã tudo mas o outro é que tinha razão.

Tomcat disse...

O mais engraçado é que nenhum dos jogadores que disseste tem lugar no Benfica ou é possível de ser comprado. Voltam a não existir argumentos para a campanha favorável ao jogador português. Entenda-se uma coisa, pelo menos da minha parte: se houver qualidade, que se aposte. Não tem sido o caso. A formação encarnada era amadora até à entrada de Maruta. Sabem há quantos anos isto foi? O Benfica fazia apenas treinos de captação, enquanto o Sporting colhia talentos pelo país. A geração de Maruta é a geração do Bernardo Silva. A partir daí, já exijo mais da formação, mas até agora não. Depois, falas dos jogadores portugueses mas não tens nenhum que entre na equipa do Benfica ou que, caso entrasse, fosse acessível.

Tomcat disse...

E digo mais: André Gomes, André Almeida e, sobretudo, Sílvio são jogadores banalíssimos. Quanto ao Hélder, é um mero pião: os treinos da B são da responsabilidade de Jesus também, ele só cumpre ordens.

Anónimo disse...

Conde do Casal Ventoso!!

Não sejas labrego,e se tens provas faz-te um homem e participa ao MP.

Se o não fizeres não passas de mais um canalha.