sexta-feira, 11 de maio de 2012

O Benfica acima de tudo!

O Pedro Ferreira, da Tertúlia Benfiquista, é um dos bloggers que, tendo uma visão sobre o clube que nem sempre corresponde à minha, mais respeito neste meio de tascas virtuais. Muito por aquilo que escreve e como o escreve mas também porque, fazendo parte do Jornal do clube e da Benfica TV (aqui como convidado, parece-me), nunca o vi fazer figuras ridículas e submissas - ao contrário de outros, já aqui bastante malhados, um em particular, que decidiu contradizer tudo o que tinha dito antes.

De modo que fiquei curioso quando me disseram que este blogue, e especificamente eu, havíamos sido referenciados num programa sobre a blogosfera que passou ontem na televisão do clube. E mais espantado fiquei quando ouvi ao Pedro uma pequena queixa de que teria sido no passado alvo de alguma crítica da minha parte. Sinceramente, não me recordo, Pedro, porque te tenho em consideração - já critiquei o blogue, pelo rumo que tem tido nos últimos anos, mas parece-me que com a ressalva de que tu continuavas a manter o nível que a Tertúlia teve durante muito tempo. Se te sentiste melindrado com alguma queixa ou farpa menos apropriada, desde já me desculpo porque, como disse atrás, aprecio bastante a tua forma de viver o Benfica. Fica, no entanto, a ressalva, para que nos não equivoquemos. E agradeço o elogio.


À parte isso, devo confessar que o debate foi muito pobre, só ganhando algum interesse quando - lá está - o Ferreira dissertava sobre os temas. O resto dos comentadores - um que desconheço totalmente e os outros dois que conheço da Tertúlia - enveredaram por um discurso de "defesa do Benfica" que me parecia uma coisa de igreja adventista do 7º dia, contradizendo-se de cada vez que abordavam um tema. 


Primeiro, defendiam a ideia de que a blogosfera tem um poder muito reduzido (noção com a qual estou a 100 por cento de acordo) e que havia quem achasse que os blogues são mais do que aquilo que eles são (mais uma vez, concordo). Mas, de repente, para defenderem a sua forma de estar e ser benfiquistas - Gonçalo até diz: "eu compreendo todas as outras opiniões mas eu ponho acima de tudo o Benfica", o que não sei se é compreender assim tão bem as outras opiniões mas posso ser eu e o meu benfiquismo "violento" - dizem que nos blogues não devemos falar mal das opções técnicas e estratégicas do clube porque "estamos a dar força aos rivais". 

Então mas em que é que ficamos? Isto - este lugar de palavras atiradas umas vezes com reflexão, outras de raiva e catarse (concordamos, Carlos) - é importante ou não é? Fiquei confuso no meio daquilo tudo. E depois o senhor de barba que desconheço mas com um sotaque nortenho benfiquista que é sempre apreciável também não me esclareceu - manteve a bitola dos outros dois: dizer mal das nossas políticas é dar força aos rivais e à comunicação social. E eu a pensar que isto não tinha importância nenhuma ou uma importância tão reduzida que chega a ser ridículo o peito feito de alguns ilustres bloggers. 


A ver se nos entendemos: esta merda, como a certa altura é dito e bem no programa, não é representativa de quase nada. Eu na blogosfera encontro uma oposição aos dirigentes do Benfica que, quando estou no estádio, no tasco ou na rua, não aparece. A maior parte dos benfiquistas adora o Vieira, defende-o de todos os ataques, crê genuinamente que é com ele que o Benfica um dia - pode ser daqui a 50 anos, não sabemos - vai conseguir ganhar dois campeonatos consecutivos. Sim, isto tem um poder ridículo e nada condizente com a realidade. Aceitemos isto e deixemos os discursos incongruentes para fundamentar as nossas opiniões, quando nos convém. 


Criticar o que está mal feito no clube é não só um direito mas um dever. Não dá força a ninguém nem tem de dar - só dará se a estrutura for fraca e é, mas nesse caso a culpa não será decididamente de uns quantos bloggers que acham todo este circo que se passa no Benfica uma afronta à História do clube. E não deixa de ser curioso que defensores acérrimos e violentos de Vieira passem o tempo a desculpar-se com as arbitragens. 

Meus caros, vocês não têm legitimidade para falar nas arbitragens. É assim e é muito simples. Não porque há erros técnicos do Jesus ou incompetência do Vieira, como diz o Carlos, mas porque o Presidente que vocês apoiam deu o aval a um corrupto de tomar conta do poder no futebol português - para além das várias relações promíscuas que mantém com outros agentes corruptores (só o Fialho acha que o Oliveira é um apenas um homem de negócios; nem vocês acham isso). É como chamar hipócritas aos portistas por festejarem títulos sabendo que eles estão impregnados de batota: estão e são hipócritas, tal qual um benfiquista que aceita que o Presidente que defende apoie um corrupto para a Liga e para a Federação e, ainda assim, passe o tempo a dizer que foi prejudicado. Mas estavam à espera de quê, de uma estratégia genial que, de repente, mudasse o rumo dos últimos 30 anos? 


"Roma não paga a traidores", diz o Pedro, no meio da sonolência de um programa que insiste no mesmo erro hipócrita. É lógico, Pedro. E obrigado, Pedro. Haja alguém que, na Benfica TV, admite que foi (e é) um erro de graves repercussões para o Benfica andar de mãos dadas com corruptos. E é importante realçar outro factor: há quem, na blogosfera, analise os acontecimentos após eles terem ocorrido - o que não falta por aí agora é gente a dizer mal do Vieira e do apoio ao Gomes e das relações com o Oliveira e do Emerson a época inteira e das tácticas suicidas do Jesus e do Roberto na época passada. O que falta, e sempre faltou, é gente que analise antes de elas acontecerem. Mas existe quem o faça. Nós fazemo-lo - com as responsabilidades e exposição ao insulto que conhecemos -, outros fazem-no (Eterno Benfica, Céu Encarnado, Geração Benfica, Ndrangheta, etc) e, por algum motivo obscuro, esta visão das coisas - reflexão, antecipação de problemas, discussão crítica, problematização - é tida como um benfiquismo que não é bem o benfiquismo que deve existir. 

"O Benfica acima de tudo", pois claro que sim, Gonçalo, só que tu és um benfiquista que és dos bons, daqueles que faz entediantes análises banais ao que se passou num jogo - "Nolito entrou aos 62 minutos de jogo para o lugar de Gaitán, que tinha uma ligeira lesão no joelho esquerdo" ou que nunca assumiu uma posição frontal contra toda a podridão que existe no nosso clube; é tudo culpa dos outros, não é? Até o Jesus, que agora é-te Deus, era mau porque tinha falado na playstation -, daqueles que defendem o Benfica "acima de tudo" mas que, claro, compreendem todas as outras opiniões. E andamos nisto: este autismo mascarado de benfiquismo melhor que os outros. É o problema da incapacidade de análise: redunda sempre numa incompreensão do que é diferente.

17 comentários:

Pedro disse...

Tenho algumas dúvidas que a blogoesfera seja assim tão pouco importante nos dias de hoje. Basta ver que o teu "amigo" paineleiro diz dos blogs, que o Seara tem que justificar um jantar denunciado nos blogs e que muitas das noticias que saiem nos jornais têm origem nos blogs.

Constantino disse...

Ricardo,

Curto e grosso, à baleizão: partilhando da opinião no total do texto, para mim a época do SLB resume-se a isto:

"Meus caros, vocês não têm legitimidade para falar nas arbitragens. É assim e é muito simples. Não porque há erros técnicos do Jesus ou incompetência do Vieira, como diz o Carlos, mas porque o Presidente que vocês apoiam deu o aval a um corrupto de tomar conta do poder no futebol português".

A partir daqui venha o vieirista mais empedernido dizer o que quiser. Tão ladrão é o que vai à horta como o que fica à porta.

Abraço

John Billy #32 disse...

"O Benfica acima de tudo"

Só não é acima de Vieira...

Anónimo disse...

Eu não poria o puro benfiquismo e a crítica qb do CÉU ENCARNADO, ao nível dos das garras afiadas o ano inteiro que o Ricardo fez o grande favor de mencionar.

Gosto da sua postura mais contida agora que, felizmente para alguns, tudo se perdeu. Há que preparar as próximas épocas, também nos blogues.

Um deles

JNF disse...

A meu ver, o único poder que a blogosfera tem é o de informar. Daí a conseguir mudar a opinião de muita gente vai uma distância enorme. Hoje, o impacto que a blogosfera e os fóruns têm é sobretudo ao nível da imprensa desportiva. Eles [jornalistas] vêm cá, lêem e publicam. Já houve posts de blogs que indubitavelmente serviram para jornalistas escreverem as suas peças (uns pediram-me, pessoalmente, outros simplesmente serviram-se), já houve directores de jornais desportivos a publicitar certos posts com o link directamente, enfim, todos sabemos que isto existe.

Quanto às responsabilidades dos bloggers, tenho a opinião de que não têm nem devem ter qualquer tipo de responsabilidade. O que dizemos pode ser lido mas não é tido em conta por parte de jogadores, treinadores ou dirigentes. E é assim que deve ser. Eles são eleitos, são escolhidos e os clubes (neste caso o Benfica) não devem ser dirigidos de fora para dentro. No entanto, esses mesmos dirigentes não têm o direito de colocar em causa o meu benfiquismo (especialmente o meu, sócio do SL Benfica e não de outro clube de futebol qualquer, seja o Sporting, Porto, Boavista ou Braga, percebem?) nem podem ousar reprimir o que escrevo. Porque é a minha opinião e porque sou livre de dizer o que quiser. E por ser livre é que posso avisar que não contratar um substituto de Ramires vai dar merda. E que o Roberto é uma trampa de GR (desde o dia 0 que disse isto, ainda antes de exibir os seus dotes). E também é por isso que posso dizer as maiores asneiradas, como defender a continuidade de Quique Flores, pedir a demissão de Fernando Santos ou achar que Aimar não ia render no Benfica devido às lesões que acumulara. Ridículo, não é? Mas olhem todos para dentro e vejam o que escreveram há dias, semanas, meses e anos. Há quem tenha dito coisas igualmente surreais, quem tenha malhado sucessivamente no senhor Trapattoni chegando ao ponto de dizer que o italiano tinha sido um dos motivos para criar o blog, há quem diga que afinal o Oliveira é nosso amigo, que o Palacin é sportinguista, e, pasmem-se, ainda há quem defenda o Vieira. Erros, pah. Acontece e é normal e desculpa-se. Porque nós não temos essas responsabilidades que outros têm, felizmente, digo eu. Na blogosfera [ainda] somos livres. Tirando o jornalista do Blog da Bola. Mas, geralmente, somos livres. E não temos responsabilidades. Quem as têm é quem ocupa a cadeira do poder. O cargo é deles, bem como a cabeça e o bigode.

Por fim, uma nota final em relação ao estado da blogosfera benfiquista. Uma lástima. Cheia de analfabetos, gente que não sabe escrever, que não consegue expôr um raciocínio, usar vírgulas ou argumentar decentemente. Além de muitos revelarem um profundo desconhecimento da História do Benfica. São poucos os blogs que merecem destaque. Infelizmente, como disse um grande blogger há uns dias, "dá-se um pontapé numa pedra e lá aparece mais um mau blog sobre o Benfica, sem a mínima qualidade". A verdade é esta. Faltam mais "Encarnados", mais "Mar Vermelho", mais "Céu Encarnado", mais "Ilíada Benfiquista", etc. Porque se é para aparecer um Bimbolagartada, um Guachos ou um Vernelhovzky, mais vale que um metiorito atinja de novo a terra e elimine alguns dinossauros.

philippe disse...

demonstraçao impar: nao se pode ao mesmo tempo apresentar a sua mulher ao brad pitt e deixarem-os sozinhos numa casa na serra durante três semanas e depois vir ofender-se porque eles fizeram um beijinho na boca (Nao se pode tambem porque simplesmente nao conhecemos o tal pitt, actor segundo dizem). um abraço Ricardo, a tua linha é A LINHA.

luis disse...

Os blogues podem até ser representativos da população, mas não têm poder nenhum.

Talvez um Boronha tenha algum poder.

Mas é sempre bom sabermos que há gente teoriamente importante que nos dá importância.

O SLB está cheio de gente sem cabedal. Cheio de gente minúscula. Cheio de gente, cheia de si.

E depois é isto. Dez anos, dois títulos. Dez anos, e o papa a ironizar e a meter o nariz na vida do nosso clube.

Os adversários não respeitam o SLB. Nós não nos damos ao respeito.

Temos uma excelente equipa, mas com falhas indadmissíveis, gastando-se dinheiro em atletas que nunca jogam ou se emprestam, em vez de contratarmos o que nos faz falta.

Há muita merda por explicar em dez anos. Esta é a melhor altura para esclarecimentos. Só não sei se vão ser dados.

O SLB está a fechar-se em si mesmo, como o FCP se fechou. Mas este ainda ganha muitos títulos, sempre disfarça a incultura desportiva que por lá existe.

Vieira é o principal responsável e deve sair.

Mas primeiro têm de se contar os votos, e aí, não há blogues que nos valham.

O Bandido disse...

O Autismo que paira no Benfica é coisa que não paira aqui, é com prazer que venho cá ler sem ter medo de levar com areia nos olhos. Se a blogosfera não tem poder nenhum ou reduzido, então porque é que é tema de conversa num programa de televisão?! Só estão a dar importância onde dizem que ela não existe, é um contradição daquelas..

moleculasdeamor disse...

Este problema que apontas Ricardo está impregnado numa cultura pós-salazarista que construiu outros salazares (os partidos)... então senão és dos meus és um malvado... temos uma cultura acéfala como modus vivendi instituído e incentivado - nós contra os outros... e assim nos vamos esvaindo numa hemorragia imperceptível mas crónica que nos torna anémicos até à quinta essencia... virá o tempo de uma Verdade Maior a que chamo Consciência... que se erga a liberdade consciente do pensamento realmente livre...
Eu nem coloco a hipótese de todo este pensamento que flui entre nós não faça surgir algo de positivo... vai surgir...
Porque nós merecemos... e eu próprio estou-me a cagar para o falar "mal" de LFV ou JJ ou o crl... a mim interessam-me análises lúcidas... conclusões razoáveis, ideias criativas soluções realmente inovadoras, o resto é com a licença dos anti e pró... merda da boa...
Nós somos é Benfica meus isto de ser pró Vieira é ser débil da mente meus... ganhem juizo manos!
Pró Vieira - contra Vieira? Nós somos Benfica Caralhos deixem-se de merdas sejam gente com neurónios porra!
Desculpem que não quero de todo ofender ninguém... sejam no fundo o que bem entenderem... depois não venham é chorar campeonatos perdidos e alianças parvas e o crl... foda-se...
É só...

Carlos disse...

Não sei se os blogues terão assim tão pouca força. Há dois anos começou a falar-se nos blogues de retirar o azul da TMN da camisola e isso foi mesmo para a frente. A época passada um texto do Céu Encarnado sobre ficar fora dos estádios foi muito difundido na blogosfera e no facebook e uns dias depois isso foi notícia nos jornais.

Já agora aproveito para pedir ao Ricardo que fale com o Éter (depreendo que se conheçam pelo que li em alguns textos) para ele regressar, porque penso que é uma pessoa que faz falta à blogoesfera benfiquista, tanto pelas ideias como pelo sentido de humor invulgar.

Saudações Benfiquistas

Fehér 29 disse...

Estava á espera deste post.
Segundo o que percebi (e tenho o programa gravado, mais tarde posso verificar) quando o Pedro Ferreira se referiu a ti, Ricardo, foi para dizer que escrevias bem e que já tinhas levado umas "pauladas" de uns colegas bloggers. Foi o que percebi. Concordo com o que escreveste sobre o programa (que, de resto, voltou, o que já nao é nada mau...). O Pedro começa assumir a cimentar uma posição no que toca a ser um opinador respeitável e digno (coisa rara). Por acaso nao "frequento" a "Tertúlia", mas vejo todas as semanas o programa "As lanças Apontadas" com o Pedro, o Manuel dos Santos e o Palacin como moderador, que é tudo menos sportinguista, como me pareceu ler por aqui. E este é, sem duvida, o melhor programa da btv ( por muito apreço que tenha pelo Afonso de Melo).
De resto, acho que disseste tudo.

John Wakefield disse...

O Benfica necessita de espírito crítico, algo que Vieira não deve possuir visto que apoiou inequivocamente o "bicampeão" Nandinho das Facturas para a Liga e a Federação.
Algum dia o Pintinho deixaria que o Fernando Gomes avançasse para a Liga ou a Federação, caso este último se tivesse revoltado contra o seu anterior patrão? Tudo não passou duma manobra bem arquitectada de duas pessoas que trabalharam juntas durante 18 anos... Mas por incrível que pareça o Vieira ainda não percebeu isso... Se o Benfica juntasse a sua contestação à voz dos inúmeros clubes que censuraram FG, podíamos tê-lo corrido de lá, como os tripeiros fizeram com o Ricardo Costa e o Hermínio Loureiro que não eram propriamente vassalos papais... Mas não, para o ano, eles estão a festejar o tricampeonato, com ou sem o Hulk.

Agora o Tiago Craveiro (outro portista) vai para secretário-geral da Federação e junta-se aos já tripeiros Herculano e Fernando Gomes. Em termos práticos, a Federação difere qualquer recurso do FCP, seja contra o alargamento, seja para ilibar o Antero de comportamento incorrecto oara com o director do União de Leiria.

Na Liga, o Figueiredo é portuense, mas não parece ir muito na cantiga do FCP (pelo menos para já) mas de vez em quando assistimos a palhaçadas - protagonizadas, por exemplo, pelo delegado da Liga, Manuel Armindo, que andou a insultar o Benfica nas redes sociais.

O que é que o Vieira e a direcção do Benfica fizeram quanto a isto tudo? Estes gajos mais o Oliveirinha são os "inimigos de estimação" para o Jornal do Vieirismo. É uma estimação masoquista, é o que é...

Apoio o candidato que romper com a Olivedesportos, que cortar com Fernando Gomes e que não se cale, quando somos "roubados" pelas arbitragens.

Paulinho disse...

Ricardo, o "Carlos" a que te referes é o Carlos Miguel Silva?

luis disse...

"Atchim"...ainda por causa do referido programa da Benfica Tv, veio o nome da sócia Leonor Pinhão ás colunas da minha tv...e porque saiu a Leonor do Jornal Benfica ???
...alguém se lembra da "carta aberta" ao Presidente e os motivos da "saida" ???

anexo: Os sintomas das "saídas" já começaram a MUITO TEMPO!!!
Ai Ai quando saiu o maior GUERREIRO para correr com o azedo, o dr.Benfiquista Tinoco Faria...os gatunos dos árbitros começaram a ficar para 2º plano.Infelizmente já os conheço a mais de 30 anos deste dificil TEMPO.

Matxo Mén disse...

http://www.youtube.com/watch?v=LPrUJmMRaoE&feature=plcp

LINDO AHAHAHHAHAHAHHA

David Duarte disse...

Numa coisa sempre me orgulhei enquanto adepto benfiquista : no Benfica o que interessa é o clube e não as pessoas. Com o Vieira parece que o mundo benfiquista se transformou e absorveu o espirito dos corruptos : o mais importante é a pessoa e não o clube.

Esta era a diferença entre o Benfica e o FC Porto. Enquanto para os benfiquistas era o clube que "engradecia" as pessoas, para os corruptos é finalmente a pessoa (Pinto da Costa) que "engradece" o clube. Num caso temos um fundamento positivo. O clube existirà sempre, com os seus bens e males, apesar das passagens das pessoas. No outro caso, visto que o clube é assimilado a uma pessoa determinada, ficarà sempre a questão se o clube se adaptarà à saida do lider.

Com muita tristeza constato que hoje em dia cada vez mais os benfiquistas associam a critica ao Vieira a uma critica ao Benfica e isto porque nos ultimos 10 anos tudo tem sido feito (e com sucesso) para destruir o espirito critico dos adeptos. Esta confusão segue finalmente a mesma logica presente nos regimes autoritarios/totalitarios onde a critica do chefe é associada à critica à Nação. Critica essa que, logicamente, é interpretada como traição. E é isso que hoje em dia é dito, directa ou indirectamente, a todos aqueles que criticam a presidência do Vieira : são traidores que fazem o jogo dos rivais ao abrirem a boca.

E com isto tudo jà là vão 10 anos com o tocador de flauta Vieira a enfeitiçar os adeptos benfiquistas e a levà-los, e com eles o Benfica, para o precipicio. E o pior disto tudo é que os adeptos do Benfica seguem-no a bater palmas e a cantar.

chefe disse...

Tanta gente que disse o que ía acontecer. Poderes ocultos? Não. Estatistica e jogo de probabilidades. Este Benfica de Vieira só surpreende quem for muito tapadinho.

Não concordo com o dizes do Pedro Ferreira. Nunca o vi a criticar Vieira e as suas politicas. Está sempre tudo bem. Curiosamente ou não, o unico elemento que é critico no "tertulia vieirista" é o S.L.B. e que por acaso, claro, não foi convidado para o dito programa.